BraveHeart: Quando a emoção soa mais alto

Resenha - Dedicated to my Heart - BraveHeart

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Lembro que, quando ouvi o BraveHeart pela primeira vez, não tive como não associar os mesmos com o Metallica da época Load/Reload, visto a entonação na voz de Michael Bahr ser muito semelhante a de James Hetfield, além da sonoridade Heavy Rock da banda casar muito com a já citada época da banda americana.

5000 acessosMegadeth: compare Tornado Of Souls de Kiko, Broderick e Friedman5000 acessosEm 24/11/1991: Eric Carr morre em decorrência de câncer

Mas, com esse acústico “Dedicated to my Heart”, a banda envereda muito mais para o Southern Rock, com leves pitadas de Country e Folk, do que para o estilo anterior. Um lado muito mais Lynyrd Skynyrd, e ainda por cima com um grande leque de sensações que permeiam todo o álbum.

De fato, “Dedicated to my Heart” é justamente isso, um disco voltado a toda sorte de sentimentos, e começa com a empolgante, apesar de triste “Who’s to Blame”, música com levada bacana e refrão muito interessante, realmente a melhor escolha para abrir o álbum.

Depois vem “Guilty”, provavelmente uma das músicas de maior expressão do BraveHeart, e carregada de uma forte emoção, principalmente nos vocais, um grande trunfo da banda paranaense. Mas é impossível deixar de destacar igualmente as ótimas “Christmas Carol” com backing vocals femininos que deram um ar meio Folk/Country à música, a com forte acento Southern Rock “Finding my Way”, uma grande candidata a hit imediato, e a mais animada do disco, “Don’t Get me Wrong”, onde o Heavy Rock tradicional da banda dá suas caras, mesmo que de forma mais tímida, e que também provou ser a escolha correta para encerrar o álbum.

Pena o álbum ter uma duração relativamente curta, mas talvez no formato acústico isso funcione até melhor, para não cansar tanto o ouvinte. Dá um pouco de saudade das guitarras, mas quando algo é sincero e bem-feito como “Dedicated to my Heart”, isso se torna apenas um detalhe. Altamente indicado...

7 faixas – 21:46

Tracklist:
1.Who's to Blame?
2.Guilty
3.Christmas Carol
4.First People
5.Finding my Way
6.Remember Who You Are
7.Don't get me Wrong

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Brave Heart"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Brave Heart"

MegadethMegadeth
Compare Tornado Of Souls de Kiko, Broderick e Friedman

Em 24/11/1991Em 24/11/1991
Eric Carr morre em decorrência de câncer

MetallicaMetallica
Guitarrista carioca grava medley com 102 riffs

5000 acessosO verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo dos Raimundos5000 acessosDave Lombardo: "Chocado" por atitude dos companheiros no memorial de Hanneman5000 acessosIron Maiden: "Eddie precisa de um quiroprático"4924 acessosBob Dylan: as (únicas) 10 músicas dele que você precisa conhecer5000 acessosIron Maiden: e se a Donzela fosse trilha de Bollywood?5000 acessosIron Maiden: Nicko McBrain assimila outro baterista em seu lugar

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online