Matérias Mais Lidas

Bill Hudson: No Brasil, se você não tocar com ex-membro do Angra, ninguém vai ouvirBill Hudson: "No Brasil, se você não tocar com ex-membro do Angra, ninguém vai ouvir"

Tony Martin diz que Iommi liberou e seus álbuns com Black Sabbath serão relançadosTony Martin diz que Iommi liberou e seus álbuns com Black Sabbath serão relançados

A sincera opinião de Regis Tadeu sobre Lemmy Kilmister (Motörhead)A sincera opinião de Regis Tadeu sobre Lemmy Kilmister (Motörhead)

Eric Clapton: o que ele acha de ter tirado esposa de George Harrison?Eric Clapton: o que ele acha de ter tirado esposa de George Harrison?

Metallica: Cliff Burton observou Robert Trujillo durante sua audição para a bandaMetallica: Cliff Burton "observou" Robert Trujillo durante sua audição para a banda

Timo Tolkki compartilha pintura de Andre Matos e diz palavras de carinho ao amigoTimo Tolkki compartilha pintura de Andre Matos e diz palavras de carinho ao amigo

O dia que Jimi Hendrix abriu show com música dos Beatles e Paul McCartney assistiuO dia que Jimi Hendrix abriu show com música dos Beatles e Paul McCartney assistiu

Anthrax: Scott Ian toca Sepultura com filho virtuoso de 10 anos de idadeAnthrax: Scott Ian toca Sepultura com filho virtuoso de 10 anos de idade

Cantora de ópera ouve Painkiller pela primeira vez e dá sua opinião sobre Rob HalfordCantora de ópera ouve "Painkiller" pela primeira vez e dá sua opinião sobre Rob Halford

A sincera opinião de Lemmy Kilmister sobre Christina AguileraA sincera opinião de Lemmy Kilmister sobre Christina Aguilera

O grande mérito de Andre Matos enquanto cantor, na opinião de Fabio LioneO grande mérito de Andre Matos enquanto cantor, na opinião de Fabio Lione

Capital Inicial: o surpreendente motivo pelo qual Dinho Ouro Preto começou a usar drogasCapital Inicial: o surpreendente motivo pelo qual Dinho Ouro Preto começou a usar drogas

Marcelo Barbosa diz que seu curso online de guitarra dá mais dinheiro que o AngraMarcelo Barbosa diz que seu curso online de guitarra dá mais dinheiro que o Angra

Kiko Loureiro: o que o guitarrista do Megadeth pensa de quem o chama de arroganteKiko Loureiro: o que o guitarrista do Megadeth pensa de quem o chama de arrogante

A opinião de Diva Satanica, da Nervosa, sobre Tatiana Shmailyuk do JinjerA opinião de Diva Satanica, da Nervosa, sobre Tatiana Shmailyuk do Jinjer


Stamp

Carach Angren: "Teatro Trágico de Horror"

Resenha - This Is No Fairytale - Carach Angren

Por Lucimarck Junior
Em 10/12/15

Após dois anos do último lançamento da banda, CARACH ANGREN se renova apresentando um novo material de alta qualidade para o mercado da música. Composta por Seregor (Guitarra e Vocais), Ardek (Orquestrações e Teclados) e Namtar (Bateria), a banda lançou em 23 de fevereiro de 2015 o mais recente trabalho intitulado de "This Is No Fairytale".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Assim como nos álbuns antecessores, "This Is No Fairytale" também conta com a marca registrada da banda: o lirismo em suas músicas. Entretanto, diferente dos outros, este álbum não focou em narrar histórias de seres sobrenaturais e sim de um contexto mais brutal e insano protagonizado por serial killers.

Como título do álbum sugere, a narrativa por trás das músicas é uma reformulação de um dos contos de fadas mais conhecido no mundo. Intitulado como o conto de Hansell e Gretell em outros países, aqui no Brasil ele é conhecido popularmente como o conto de João e Maria.

Como já avisado nos álbuns anteriores, "This Is No Fairytale" é um tipo de material que não se deve apreciar em partes pois todas as músicas estão intercaladas, sendo cada uma delas responsáveis por completar a história e responder de forma passiva todas as perguntas de seus apreciadores.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O álbum inicia com a música instrumental "Once Upon a Time" com a execução atmosférica da orquestra acompanhada com um coral que "aparenta" ser composta de crianças o que particularmente me fez lembrar das cenas iniciais do filme "A Colheita Maldita" – a adaptação de um dos livros do "mestre do terror", Stephen King.

Já a segunda faixa, nomeada de "There’s No Place Like Home" demonstra os primórdios da história nas vozes de Seregor acompanhada pela maestria da execução dos instrumentos. Nesta música a parte que eu considero como minha favorita e próxima do final onde na letra diz: "...One night, father became completely insane..." neste momento os instrumentos abandonam a atmosfera de brutalidade transitando para uma mais melancólica que pode ser percebida na letra pelo desespero das crianças ao verem o pai naquele estado.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"When Crows Tick on Windows" é a terceira faixa que se inicia com uma introdução surpreendente marcada pela performance impecável do Namtar na bateria. Em seguida, a brutalidade da bateria é substituída pela presença mais forte da orquestra que simula muito bem a atmosfera que podemos encontrar em muitos desenhos animados lembrando é claro de uma maneira diferente devido à presença da voz e dos riffs do Seregor e pelo desempenho do talentoso Namtar. Nesta faixa o que destacou, como na anterior, foi o final. Seregor e seus companheiros simulam de forma perfeita uma das situações mais tristes que podem acontecer com a criança.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O destaque do álbum, na minha opinião, é quarta faixa. Titulada como "Two Flies Flew Into a Black Sugar Cobweb" ela logo inicia na atmosfera consequencial da faixa anterior que pode ser notada tanto na letra quanto na performance instrumental: as crianças procurando um modo de fugir da casa com segurança. A música segue assim com instrumentos e vozes sendo executados de forma rápida até Gretell (Maria) se lembrar da visão horripilante de sua mãe. Nesse momento a música se transforma de forma absurda. Ficando um pouco mais lenta, porém muito mais brutal superando até as que foram apresentadas nas músicas anteriores num curto espaço de tempo. A música segue sem poucas alterações até chegar a parte preferida de muitos fãs: o encontro com o palhaço. A música fica neste momento bem melancólica e lenta com a forte presença da influente atmosfera de um circo – um show de horrores - demostrando o cansaço dos dois irmãos na longa jornada até encontrar a criatura mencionada. Ela se encerra com traços de combinações de todos os elementos durante toda a música terminando com, supostamente, um longo choro de um recém-nascido que ao fundo, pode-se notar, um demônio murmurando vigiando-o.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

"Dreaming of a Nightmare In Eden" é a quinta faixa do álbum. Como o título sugere, ela é um concerto breve com os holofotes voltados para a orquestra com a narrativa realizada por Seregor contando o sinistro sonho (pesadelo) de Gretell podendo até prever os acontecimentos futuros da história.

A sexta faixa recebe o nome de "Possessed By a Craft of Witchery" e é marcada pela presença forte e arranjos surpreendentes da guitarra e pelas primeiras aparições do vocal gutural de Seregor. A letra em si é marcada pela grande variedade de personificações e comparações a história original do conto. No final, o destaque fica pelas orquestrações magnificas criada por Ardek que lembra muito bem o funeral de um grande herói.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ahh finalmente chegamos nela, a sétima faixa nomeada de "Killed and Served By The Devil" é a mais brutal na minha opinião tanto na letra quanto na música em si. Esta música busca representar (e claro que ela consegue) a trilha sonora perfeita para a mutilação de um corpo na visão psicótica de um serial killer. Marcada pelas fortes batidas da bateria, das agonizantes orquestrações e dos rápidos riffs da guitarra além é claro da presença quase despercebida da atmosfera da casa de uma bruxa, essa sem duvidas é uma das melhores músicas do álbum.

A oitava faixa também não fica para traz comparando com a anterior. "The Witch Perished In Flames", é fortemente marcada pela fusão dos riffs de Seregor e dos Arranjos de Ardek de forma sincronizada. Os vocais guturais diferentes das outras músicas, nesta ele é absurdamente violento combinado com a atmosfera sombria do medo sendo substituído aos poucos pelo ódio. A música segue de acordo com a letra com clareza até no encerramento que traz a sensação de liberdade.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

E finalmente a "Tragedy Ever After", a nona faixa. Esta música é bem complexa devido ao fato dela alternar muito rapidamente de momentos melancólicos, narrativos e agressivos. O problema nesta música é que, sinceramente não consegui entender o desfecho da história. Mesmo ouvindo diversas vezes, ao invés de encontrar minhas respostas, acabo criando cada vez mais perguntas, por exemplo: "Afinal, será o pai disfarçado de palhaço na história? ", "A história toda na verdade é uma visão de Maria? " Ou "Será que tudo não passou de um pesadelo? ".

Enfim, o álbum todo em si, em poucas palavras é um "Teatro Trágico de Horror" o que é excelente na minha opinião, pois fortaleceu ainda mais a identidade da banda. "This Is No Fairytale" é recomendado, na minha opinião, a todos os apreciadores de metal e para aqueles que gostam de histórias de terror. Para aqueles que já ouviram, não deixe de nos contar o que achou nos comentários.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Aos Interessados em adquirir o álbum, ele está disponível em diversos formatos no link a seguir.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Heavy Metal: O início do movimento e a origem do termoHeavy Metal
O início do movimento e a origem do termo