Apple Sin: Um belo cartão de visitas

Resenha - Fire Star - Apple Sin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Apesar da embalagem simples, com uma slipcase envolta apenas da bolachinha, o Apple Sin estreia com uma belíssima apresentação. Afinal, a arte de “Fire Star” é linda e já tem chamado atenção do público mais atento, mérito de Phillipe Belchior e do baixista Raul Lourenço que trabalharam nela.

5000 acessosFree: a paixão de Dave Murray por Paul Kossoff5000 acessos20 Filmes Mais Punk: "Rock N Roll High School" em primeiro

Mas, falando do som que é o que interessa, o quinteto de Barroso/MG já destacou nas coletâneas Roadie Metal, organizadas pela rádio de mesmo nome e não decepciona em seu primeiro registro. Trazendo um Heavy Metal tradicional sem invencionices, a banda consegue soar agradável e consistente.

A tradicional NWOBHM é uma referência forte aqui, sendo que a banda investe em levadas mais cadenciadas, com riffs que não carregam tanto no peso (deixando isso para o baixo pulsante) e uma bateria precisa. Patric Belchior não esconde suas influências de Bruce Dickinson, sendo que seu timbre lembra muito o britânico, incluindo em sua carreira solo.

Uma característica importante do Apple Sin são os refrãos pegajosos, principalmente das faixas Apple Sin e Fire Star que são os carros chefes da banda. Ambas impregnam de cara na cabeça e mostram que eles têm um potencial incrível. Vale mencionar que Darkness of World pode não ser tão pegajosa quanto às mencionadas, mas possui uma qualidade impar com sua variação e versatilidade.

Com produção e mixagem do baterista Eduardo Rodrigues, o Apple Sin conseguiu atingir um resultado satisfatório, que com leves ajustes pode levar a banda ainda mais acima. Enfim, “Fire Star” atingiu as expectativas e serviu muito bem como cartão de visitas da banda, que pode render muito mais frutos ainda.

https://www.facebook.com/bandaapplesin

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Fire Star - Apple Sin

145 acessosApple Sin: Banda convence e agrada em "Fire Star"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Apple Sin"

Iron MaidenIron Maiden
A paixão de Dave Murray pelo guitarrista Paul Kossoff

20 Filmes Mais Punk20 Filmes Mais Punk
"Rock N Roll High School" em primeiro

Heavy MetalHeavy Metal
O início do movimento e a origem do termo

5000 acessosSonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejados5000 acessosPaixão nacional: o futebol e os roqueiros britânicos5000 acessosSlipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas5000 acessosO Metaleiro: versão pesada para Funk do Mortal Kombat5000 acessosSystem Of A Down: brigas durante a gravação de Toxicity5000 acessosBruno Sutter: ouça em primeira mão o 1º single, "The Best Singer in the World"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online