Cut Up: surgindo das cinzas do Vomitory

Resenha - Forensic Nightmares - Cut Up

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mário Pescada
Enviar Correções  

8

O ano vai se encerrando, mas ainda dá tempo de encontrar ótimos lançamentos pelo caminho. E com certeza, um dos melhores desse ano é o debut do quarteto sueco de death metal CUT UP!

MTV Unplugged: As 25 melhores apresentações da história

O que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?

O CUT UP não é necessariamente uma banda nova. Surge das cinzas do VOMITORY que encerrou suas atividades no final de 2013 depois de ter lançado 8 discos e que mesmo com mais de 20 anos de estrada, nunca conseguiu se fixar entre os grandes nomes do estilo, ficando relegado a uma divisão intermediária do estilo. Ainda assim, recomendo uma busca pelos discos deles, especialmente o ótimo Carnage Euphoria (2009).

A banda é formada pelos ex-VOMITORY Tobias Gustafsson e Erik Rundqvist que se juntaram a mais dois músicos suecos (todos com diversas bandas no currículo) e já em 2014 começaram a compor o material de Forensic Nightmares.

E o que o som tem de tão especial para empolgar? Eles tocam aquele "clássico" death metal dos anos 90, direto e reto, sem firulas, sem orquestras, cheio de blast beats (ou metranca, como preferir), nada de inovador, é verdade, mas mesmo assim impossível de ficar indiferente. São 11 pauladas seguidas, com aquela sonoridade e riffs típicos do metal sueco, altamente recomendado para fãs de BLOODBATH, SUFFOCATION, DISMEMBER e claro, dos órfãos do VOMITORY.

É difícil apontar um destaque, pois as faixas estão todas muito bem niveladas. Ainda assim, recomendo Burial Time, Remeber The Flesh (esses riffs suecos…), Brain Cell Holocaust, Stab And Stab Agian (que porrada!) e Dead And Impaled.

Se mantiverem esse pique nos próximos lançamentos, tem tudo para conquistarem seu lugar ao sol (mesmo na fria Suécia).

Confira o clip da faixa Burial Time:

Formação:
Tobias "Tobben" Gustafsson – bateria
Andrers Bertilsson – guitarra
Erik Rundqvist – baixo
Andreas Björnson – guitarra/vocal

Faixas:
01 – Enter Hell
02 – Burial Time
03 – Remember The Flesh
04 – A Butchery Improved
05 – Brain Cell Holocaust
06 – Forensic Nightmare
07 – Camouflesh
08 – Order Of The Chainsaw
09 – Stab And Stab Again
10 – Bunker Z 16
11 – Dead And Impaled

Fonte: Mondo Metal
http://mondometal.com.br/news/review-forensic-nightmares-cut...



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


MTV Unplugged: As 25 melhores apresentações da históriaMTV Unplugged
As 25 melhores apresentações da história

O que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?O que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?


Sobre Mário Pescada

Mineiro, leitor compulsivo, ouvinte de todas as vertentes do rock - do blues ao grindcore. Valoriza mais a honestidade e entrega em cima do palco do que a técnica. Guarda os flyers dos shows que vai como se fossem relíquias.

Mais matérias de Mário Pescada no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin