RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Stamp

The Hollywood Vampires: Verdadeiras/sinceras homenagens a amigos

Resenha - Hollywood Vampires - Hollywood Vampires

Por Neimar Secco
Postado em 17 de outubro de 2015

Em uma fase de retrospectiva, iniciada em 2011 com o lançamento de Welcome 2 My Nightmare, Alice Cooper se renova, digamos assim, reunindo amigos para ressuscitar a confraria dos anos 70, HOLLYWOOD VAMPIRES, da qual ele era o principal expoente. Homenageando seus amigos de "noitadas etílicas", muitos deles já falecidos, como Jim Morrison, Harry Nilsson, Keith Moon e John Lennon, o resultado é um álbum contagiante pelo vigor dos arranjos e interpretações.

Desde a faixa de abertura "The Last Vampire" com os sons de sinos e a narração soturna de Sir Christopher Lee até os acordes finais de "My Dead Drunk Friends", passando por "My Generation" (The Who), "Whole Lotta Love" (Led Zeppelin), "I Got A Line On You" (Spirit), "Break On Through (To The Other Side)" (The Doors), "Jeepster" (T. Rex), "Cold Turkey" (John Lennon) e "Manic Depression" (Jimi Hendrix) entre outras covers (e três inéditas: "Raise The Dead" e as já citadas "My Dead Drunk Friends" e "The Last Vampire" o cd dos HOLLYWOOD VAMPIRES é arrepiante. O som da gravação, especialmente em "Raise The Dead" te faz imaginar que estamos em plena década de 70 e, de repente, o ouvinte se vê inebriado por uma série de clássicos muito bem executados por músicos que incluem: Johnny Depp, (sim ele toca guitarra e muito bem, obrigado, como foi possível constatar no show dos "VAMPIRES" Rock In Rio), Dave Grohl, Joe Perry, Slash, Kip Winger, Paul McCartney, Brian Johnson, entre muitos outros.

Capitaneado por Alice Cooper, que em toda a fase de preparação e gravação, contou com o novo parceiro artístico (desde o filme Dark Shadows, Johnny Depp) o projeto é uma homenagem a amigos e parceiros de noitadas etílicas de Alice junto ao grupo que, então, era autointitulado THE HOLLYWOOD VAMPIRES, tal como o atual projeto. Uma homenagem digna e à altura de Jimi Hendrix, John Lennon, Keith Moon e tantos outros que fizeram parte da trajetória de Alice Cooper e de seus parceiros no atual projeto.

A qualidade das faixas do cd é muito equilibrada. Eu destacaria um único ponto "baixo", digamos assim, que é a faixa com participação de Paul McCartney, "Come And Get It", quase uma baladinha, composta em 1969 por McCartney, mas popularizada pela banda Badfinger no mesmo ano.

Aqui não há espaços para releituras infiéis às originais e tome isso como um elogio. Trata-se de verdadeiras e sinceras homenagens a amigos de estrada, de aventuras etílicas e de encontros em festas e palcos durante a longeva carreira de Alice Cooper.

Alguns destaques são a ótima cover de "Whole Lotta Love" do Led Zeppelin, com Brian Johnson dividindo os vocais com o anfitrião Alice, que nessa faixa, depois de vários anos toca harmônica, de forma magistral. Perry Farrell (Jane’s Addiction) divide os vocais em "I Got A Line On You" da banda Spirit, música que Alice já havia gravado para a trilha do filme Iron Eagle. O cd ainda conta com a participação de membros originais da banda de Alice: Neal Smith (bateria) e Dennis Dunaway (contrabaixo) em "School’s Out/Another Brick In The Wall", uma dobradinha que Alice vem tocando eventualmente em shows desde 2000, quando participou do projeto British Rock Symphony", com o qual se apresentou no Brasil também à época. A produção e de ninguém menos que Bob Ezrin, produtor dos álbuns clássicos da banda de Alice Cooper nos anos 70. Altamente recomendável!

Faixas:
01 The Last Vampire (Original song)
02 Raise the Dead (Original Song)
03 My Generation (The Who)
04 Whole Lotta Love (Led Zeppelin)
05 I Got A Line On You (Spirit)
06 Five To One/Break On Through (The Doors)
07 One/Jump Into The Fire (Harry Nilsson)
08 Come And Get It (Paul McCartney)
09 Jeepster (T-Rex)
10 Cold Turkey (John Lennon)
11 Manic Depression (Jimi Hendrix)
12 Itchycoo Park (Small Faces)
13 School's Out/Another Brick In The Wall Pt 2(Alice Cooper/Pink Floyd)
14 My Dead Drunk Friends (Original Song)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Lemmy no Grammy: um tributo digno com Alice Cooper, Johnny Depp e Duff McKagan


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Neimar Secco

Welcome to my nightmare. Sou professor de inglês e de português e também tradutor eventual. Rock sempre foi e continua sendo a minha trilha sonora de todas as horas. Minhas preferências são hard rock, progressivo e classic rock em geral (anos 60, 70 e 80). Bandas favoritas: Alice Cooper, Led Zeppelin, Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Pink Floyd, Beatles, Creedence, The Doors, Dire Straits, entre muitas outras.
Mais matérias de Neimar Secco.