Matérias Mais Lidas

Guns N' Roses: as diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
As diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby Clarke

Jon Schaffer: ele revela por quanto tempo ficou no Capitólio até levar spray na caraJon Schaffer
Ele revela por quanto tempo ficou no Capitólio até levar spray na cara

Cavalera Conspiracy: Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceriaCavalera Conspiracy
Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceria

Edu Falaschi: em exclusiva, ele conta tudo sobre Vera Cruz, seu 1º álbum soloEdu Falaschi
Em exclusiva, ele conta tudo sobre "Vera Cruz", seu 1º álbum solo

Rock and Roll Hall of Fame: o metal está sendo excluído da instituição? CEO respondeRock and Roll Hall of Fame
O metal está sendo excluído da instituição? CEO responde

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas
A história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide

Papa Roach: o dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugarPapa Roach
O dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugar

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

Resenha - Vera Cruz - Edu Falaschi
Resenha - Vera Cruz - Edu Falaschi

Nirvana: A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic RockNirvana
A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic Rock

João Gordo: ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de pela sacoJoão Gordo
Ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de "pela saco"

Sebastian Bach: quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-loSebastian Bach
Quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-lo

Kiss: Vinnie Vincent está vendendo suas letras manuscritas por 50 mil dólaresKiss
Vinnie Vincent está vendendo suas letras manuscritas por 50 mil dólares

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda


Edu Falaschi - Vera Cruz
Pentral

Yes: A música da banda vai muito além da soma de seus integrantes

Resenha - Heaven and Earth - Yes

Por Tarcisio Lucas Hernandes Pereira
Em 01/10/15

O ano de 2015 ficará marcado na história do rock, entre outros fatos, pela morte do grande baixista Chris Squire, membro fundador do YES, e único integrante a participar de todos os álbuns da banda. Um ano antes dessa perda irreparável, a banda lançava o álbum "Heaven and Earth", obra derradeira de Chris. Trata-se de um ótimo disco, que consegue balancear todas as fases distintas do conjunto, ainda que, agora com a morte do músico, seja possível perceber um certo cansaço nas execuções e composições, certamente já um prenuncio do que aconteceria meses depois.

A história da banda inicia-se no final da década de 60, quando a psicodelia ainda reinava e o rock progressivo da forma como o conhecemos hoje começava a ganhar forma.

Ainda que a troca de integrantes tenha sido desde o começo uma constante na vida do YES, um fator nunca foi alterado: todos os músicos que passaram pela banda, tendo permanecidos ou não no line up oficial, eram/são virtuosos dentro de seus instrumentos, e possuíam sólida formação musical.

Assim, ao longo das décadas, vimos os músicos do Yes nos presentearem com uma extensa e diversificada obra, passando pela psicodelia (YES e YES Album), pelo Rock progressivo estritamente virtuoso (Close to the Edge, Relayer, Fragile ), flertando com a música new Age (Tales From Topographic Ocean), pelo pop rock intrincado (90125, Talk, Big Generation),e pela World Music (The Ladder), só para citar alguns.

Dessa forma, o YES contribuiu imensamente para o universo musical que se formou dentro do rock ao longo desses 40 anos de atividade. Bandas como Dream Theater, Pain of Salvation, Marillion e até mesmo o nosso Mutantes possuem influencias confessas da banda.

Em, 2014, um novo petardo ganhou vida: o disco intitulado "Heaven and Earth", cujo grande diferencial é de ter o vocalista "oficial" do Yes, Jon Anderson, sido substituído por Jon Davison.
A semelhança entre os dois cantores não está apenas no nome; o timbre de Jon (Davison) é assustadoramente similar ao timbre vocal do outro Jon (Anderson).

No entanto, se a voz continua a mesma, compete dizer que a abordagem dada as músicas mudou significativamente. Claro, ainda temos tudo que sempre tivemos: Jogo de vozes, backing vocals certeiros, execuções primorosas e um clima alegre e quase espiritual, características presentes em todos os discos da banda.

No entanto, percebe-se claramente o desejo da banda de dar uma "enxugada" em seu som, de forma que nunca antes o YES se aproximou tanto do formato típico de uma canção como aqui.

As passagens complexas, cheias de mudanças de andamentos, escalas exóticas e que duravam várias e vários minutos deram lugar a uma simplicidade e uma calmaria surpreendentes.

E o melhor de tudo, sem perder a marca característica da banda, ou seja, o bom gosto musical.

Como destaque, cito a música To Ascend, que possui um clima que remete a clássica "Wonderous Stories" do álbum Going For the One.
Após a morte de Chris, o Yes anunciou que continuará na ativa, com Billy Sherwood, que já havia gravado com a banda anteriormente, decisão essa que certamente vai de encontro ao pensamento de Chris, que sempre demonstrou, em entrevistas e com seu estilo de vida, que a música do Yes vai muito além que a soma de seus integrantes.

Vida longa ao YES, e um imenso obrigado a tudo que o baixista fez!

TRACKLIST

1- Believe Again
2- The Game
3- Step Beyond
4- To Ascend
5- In a world of our own
6- Light of the Ages
7- It was all we Knew
8- Subway Walls

Apreciem sem moderação!


Outras resenhas de Heaven and Earth - Yes

Yes: Pobre, sem graça, inspiração e longe de soar progressivo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Yes: As 40 maiores músicas, pelos leitores da ProgYes
As 40 maiores músicas, pelos leitores da Prog

King Crimson: a curiosa primeira impressão de Jon Anderson, do Yes, sobre elesKing Crimson
A curiosa primeira impressão de Jon Anderson, do Yes, sobre eles


Rita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice CooperRita Lee
Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper

Pra discutir: os 100 melhores discos de rock progressivo de todos os temposPra discutir
Os 100 melhores discos de rock progressivo de todos os tempos

Yes: os álbuns da banda, do pior para o melhorYes
Os álbuns da banda, do pior para o melhor


Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anthrax: Scott Ian apresenta a solução para o Phil AnselmoAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo


Sobre Tarcisio Lucas Hernandes Pereira

Tarcisio Lucas é formado em música-licenciatura pela UNICAMP. Fã de praticamente todos os subgêneros do Rock e do Metal, não dispensa também um bom Jazz ou erudito! Entre suas bandas favoritas estão: YES, Sepultura, Marillion, Mythological Cold Towers, Amorphis e Misfits.

Mais matérias de Tarcisio Lucas Hernandes Pereira no Whiplash.Net.