Accept: O encontro com a fórmula perfeita

Resenha - Blood of the Nations - Accept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Luís dos Santos
Enviar Correções  


Atualmente, vários dinossauros lançam trabalhos com pouca inspiração, exemplos não faltam: Iron Maiden, Metallica, Slayer, entre outros. Claro que ninguém conseguirá lançar excelentes álbuns um atrás do outro sem um pequeno hiato, todavia uma banda parece ter reencontrado o caminho das boas composições.

Accept: banda está trabalhando em músicas de novo discoContra-baixo: as melhores introduções do Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lançamentos que chamam a atenção nos últimos anos no meio do Rock/Metal, sem sombra de dúvidas, são os do Accept. Os alemães voltaram descreditados, mas com muita "fome" e simplesmente destruidores.

Ao anunciarem o retorno, inúmeras dúvidas pairavam sobre as mentes dos fãs do terror teutônico, inclusive pelo fato de colocar um novo vocalista que, apesar de possuir uma longa carreira, para muitos, era desconhecido. Pois então, o Accept voltou e com a corda toda.

O lançamento de "Blood of the Nations", o qual já nasceu clássico, provou que quem é rei nunca perde a majestade. Com composições fortes, calcadas em clássicos de outrora e perfeitamente ajustado à modernidade, vimos mais um álbum que escancara a qualidade e capacidade da banda: um soco na cara de muitos. (E como foi bom receber este soco). Mark Tornillo deixou bem claro que pode assumir os vocais e, em determinados momentos, ser até superior ao grande UDO.

"Stalingrad" foi a constatação! Sim, graças à competência dos músicos, uma grande banda, responsável por influenciar várias outras, estava, definitivamente de volta, e com trabalhos excelentes; aclamados pela mídia especializada e fãs do gênero. "Blind Rage", outro belíssimo disco, manteve o gigante no topo e com mostras de que dificilmente de lá sairá.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Wolf Hoffmann e Peter Baltes, junto ao talentoso produtor Andy Sneap, encontraram o tesouro que estava há tempos perdidos em meio às brumas de muitas bandas pesadas. Conseguiram achar a fórmula perfeita entre som clássico e modernidade. Nos últimos cinco anos, deram vida a hinos do heavy metal que são cantados a plenos pulmões em todos os shows.

Toda essa devoção por parte da banda fora coroada recentemente na excelente e devastadora apresentação no Monsters Of Rock, 26 abril em São Paulo, onde o grupo superou ícones como Ozzy Osbourne, Kiss e Judas Priest, com uma apresentação memorável quase beirando a perfeição.

O Accept é a prova viva e duradoura de que ainda há jeito de manter-se vivo com excelentes músicas, basta querer.


Outras resenhas de Blood of the Nations - Accept

Resenha - Blood Of The Nations - AcceptResenha - Blood of the Nations - AcceptResenha - Blood of the Nations - AcceptResenha - Blood of the Nations - AcceptResenha - Blood of the Nations - Accept



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Accept: banda está trabalhando em músicas de novo discoAccept
Banda está trabalhando em músicas de novo disco

Arquivo do Rock: Cinco anos do festival Monsters of Rock de 2015Arquivo do Rock
Cinco anos do festival Monsters of Rock de 2015


Anos 80: cinco nomes do metal que se entregaram ao glam metalAnos 80
Cinco nomes do metal que se entregaram ao glam metal

Accept: Udo Dirkschneider não tem mais contato com integrantes da bandaAccept
Udo Dirkschneider não tem mais contato com integrantes da banda


Contra-baixo: as melhores introduções do Heavy MetalContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos


Sobre Leonardo Luís dos Santos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280