Accept: evidente candidato a melhor álbum de 2010

Resenha - Blood of the Nations - Accept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Sob o comando de Wolf Hoffmann e Peter Baltes, o grupo soa renovado com a entrada do excelente vocalista Mark Tornillo, ex T.T. Quick. Dono de um timbre que varia entre o de Dirkschneider e o de Brian Johnson, do AC/DC, Tornillo faz qualquer fã do Accept esquecer de Udo logo que solta a sua voz na faixa de abertura de "Blood of the Nations", “Beat the Bastards”.
491 acessosAccept: Lançado lyric video da nova faixa "Koolaid"5000 acessosPunk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

As treze faixas do álbum são uma viagem repleta de recordações pela longa carreira da banda alemã. Há desde heavys empolgantes a baladas inspiradas, passando por canções épicas e outras onde o grupo aproxima-se agradavelmente do hard rock. Os riffs de guitarra da dupla Wolf Hoffmann e Herman Frank são um deleite para quem cresceu tendo o heavy metal como trilha de sua juventude, um bálsamo sonoro que funciona como um elixir revigorante.

Produzido por Andy Sneap, "Blood of the Nations" tem uma sonoridade cheia, agressiva, inspirada claramente na estética oitentista, mas indo além. Primeiro trabalho do grupo desde "Predator", de 1996, o disco ostenta tanta qualidade em suas faixas que já nasce com cara de clássico!

E o mais legal disso tudo é que o impacto do álbum não ficou restrito a meia dúzia de fãs saudosistas. Uma passada pelo seus números mostra o quanto o trabalho se saiu bem comercialmente: quarta posição na Alemanha, sétimo na Suécia e na Hungria, nono na Finlândia, décimo-segundo na parada européia da Billboard, e por aí vai!

Evidente candidato a melhor álbum de 2010, "Blood of the Nations" é o tipo de disco que toda e qualquer pessoa que curte som pesado tem que ter em sua coleção.

Um tapa na orelha, um soco no estômago, um chute no saco! Obrigatório e ponto final!

Faixas:
1 Beat the Bastards 5:23
2 Teutonic Terror 5:12
3 The Abyss 6:52
4 Blood of the Nations 5:36
5 Shades of Death 7:30
6 Locked and Loaded 4:27
7 Kill the Pain 5:46
8 Rollin' Thunder 4:53
9 Pandemic 5:35
10 New World Comin' 4:49
11 No Shelter 6:02
12 Bucketful of Hate 5:11

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Blood of the Nations - Accept

2346 acessosAccept: Heavy Metal familiar e com a mesma testosterona2054 acessosAccept: O encontro com a fórmula perfeita2883 acessosAccept: este é o melhor trabalho da banda2225 acessosAccept: Coeso e repleto de músicas de impacto imediato4953 acessosAccept: riffs marcantes, refrãos em coro, está tudo ali

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

491 acessosAccept: Lançado lyric video da nova faixa "Koolaid"524 acessosAccept: veja o vídeo oficial de "The Rise of Chaos"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Accept"

AC/DCAC/DC
Udo diz que ninguém o chamou e comenta atuação de Axl Rose

Rock e MetalRock e Metal
Algumas das melhores duplas de guitarristas

Metal RulesMetal Rules
Site lista os 5 melhores álbuns de reestréia

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"

Punk RockPunk Rock
Site lista os discos mais representativos da história do estilo

GibsonGibson
Os 10 maiores bateristas de todos os tempos

King DiamondKing Diamond
Alguém já viu Kim Petersen sem a maquiagem?

5000 acessosOzzy Osbourne: os conselhos do Madman sobre masturbação5000 acessosKiss x Secos & Molhados: o fim da polêmica5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All5000 acessosPink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"5000 acessosLemmy: 65 anos com "o fígado de um recém-nascido"5000 acessosGibson: os 10 riffs mais incríveis dos anos 80

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online