Braidance: Disco baseado na cultura egípcia

Resenha - Master of Disguise - Braidance

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Foram doze anos entre o terceiro álbum "Redemption" e este "Master of Disguise". Portanto, os norte-americanos do Braindance mostram uma grande evolução neste disco conceitual baseado na cultura egípcia e incrementa ainda mais elementos em seu som estranhamente interessante.

Metallica: Ulrich comenta sobre seu maior erroMusas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmente

Com um certo reconhecimento no cenário alternativo de Nova Iorque (terra natal da banda), o grupo encabeçado pelo 'bombadão' Sebastian Elliot (vocal) e Vora Vor (guitarra, teclado, sintetizadores e backing vocals) mostra um trabalho focado no Gothic, Progressivo e Industrial.

O som chega a ser radiofônico e dançante em alguns momentos, mas isso não mostra algo de fácil digestão. É preciso muitas audições para descobrir qualidades e muito mais elementos de Metal, Power Metal e até Horror Punk em sua música. Sim, é uma 'mistureba' e tanto, mas funciona.

É importante ressaltar que há um bom trabalho de guitarras que aproxima e muito as composições ao Metal e ao Rock, e isso faz com que o Braindance ganhe pontos. Com uma estrutura quase que cinematográfica (a história do álbum vem em um encarte extra com uma HQ) e uma produção ótima, a banda consegue se sair bem em faixas objetivas como Lost (que ainda tem uma batida industrial), The Game e a gótica The Silence.

Além da criatividade na parte musical, a banda apresenta um profissionalismo imenso na produção gráfica. Além do já citado livreto com HQ, há o encarte oficial com todas as informações e um digipack luxuosíssimo. Um dispositivo USB trazendo o interessante video de Lost é o bônus. Criativo!

http://progressivedarkwave.com/
https://www.facebook.com/progressivedarkwave?fref=ts




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Brain Dance"


Metallica: Ulrich comenta sobre seu maior erroMetallica
Ulrich comenta sobre seu maior erro

Musas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmenteMusas do Metal
Confira as 10 mais lindas atualmente

Metal Alemão: as 10 melhores bandas segundo o About.comMetal Alemão
As 10 melhores bandas segundo o About.com

Courtney Love: ajudando a resolver os maiores mistérios do mundoMTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy MetalSlash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia comporSlipknot: os discos da vida de Corey Taylor

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336