Braidance: Disco baseado na cultura egípcia

Resenha - Master of Disguise - Braidance

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Foram doze anos entre o terceiro álbum “Redemption” e este “Master of Disguise”. Portanto, os norte-americanos do Braindance mostram uma grande evolução neste disco conceitual baseado na cultura egípcia e incrementa ainda mais elementos em seu som estranhamente interessante.
5000 acessosLemmy: Bill Ward, Kiko Loureiro, Zakk Wylde e Lita Ford comentam morte5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

Com um certo reconhecimento no cenário alternativo de Nova Iorque (terra natal da banda), o grupo encabeçado pelo ‘bombadão’ Sebastian Elliot (vocal) e Vora Vor (guitarra, teclado, sintetizadores e backing vocals) mostra um trabalho focado no Gothic, Progressivo e Industrial.

O som chega a ser radiofônico e dançante em alguns momentos, mas isso não mostra algo de fácil digestão. É preciso muitas audições para descobrir qualidades e muito mais elementos de Metal, Power Metal e até Horror Punk em sua música. Sim, é uma ‘mistureba’ e tanto, mas funciona.

É importante ressaltar que há um bom trabalho de guitarras que aproxima e muito as composições ao Metal e ao Rock, e isso faz com que o Braindance ganhe pontos. Com uma estrutura quase que cinematográfica (a história do álbum vem em um encarte extra com uma HQ) e uma produção ótima, a banda consegue se sair bem em faixas objetivas como Lost (que ainda tem uma batida industrial), The Game e a gótica The Silence.

Além da criatividade na parte musical, a banda apresenta um profissionalismo imenso na produção gráfica. Além do já citado livreto com HQ, há o encarte oficial com todas as informações e um digipack luxuosíssimo. Um dispositivo USB trazendo o interessante video de Lost é o bônus. Criativo!

http://progressivedarkwave.com/
https://www.facebook.com/progressivedarkwave?fref=ts

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Brain Dance"

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
Bill Ward, Kiko Loureiro, Zakk Wylde e Lita Ford comentam morte

Mötley CrüeMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

Rock NacionalRock Nacional
Os 15 melhores riffs de guitarra

5000 acessosFull Rock: 10 músicas desgraçadas por bandas de forró5000 acessosMetal: por que os metalheads vivem presos no passado?5000 acessosJohn Frusciante: "Ser vendido é uma merda"5000 acessos"Master Of Puppets": membros de bandas comentam álbum3466 acessosGrammy 2016: Os indicados ao prêmio em 2016 nas categorias de Rock e Metal3074 acessosKreator: A promessa de um futuro melhor é uma mentira

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online