Abate Macabro: Colocando o Brasil entre os maiores do Black Metal

Resenha - Açougueiro Brutal Black Metal - Abate Macabro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Finalmente em mãos o debut dos gaúchos do Abate Macabro que, apesar do nome em português e o título do álbum, optam por cantar em inglês e destilam temas totalmente anticristãos. E impressiona a qualidade deste disco, singelamente chamado de “Açougueiro Brutal Black Metal”.
5000 acessosAnitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."5000 acessosRockstars: filhos de roqueiros seguindo os passos dos pais

Fazendo jus à alcunha do álbum, a sonoridade encontrada aqui é uma verdadeira aula de Black Metal, sem firulas e apelações de arranjos. Odioso, rústico e maléfico, o Metal negro aqui impressiona por descartar artifícios datados e, muito menos, se rende ao modernismo barato.

Claro que há influências, afinal todo gênero teve seu criador, mas o Abate Macabro parece não se preocupar em soar ‘assim ou assado’. O que ouvimos é uma música direta, caótica e muito bem produzida (por sinal), mérito da própria banda e Ernani Savaris.

Contando com uma introdução e oito temas, não podemos deixar de destacar a agressividade e os riffs angustiantes de Battle Cries Of Freedom, a impiedosa Defecating in Christ's Viscera e a apocalíptica Kill The Lord. Menção honrosa para a já clássica Porco Dio, cantada em italiano e que soa muito diferenciada.

Vale lembrar que ainda há um cover para os noruegueses do Immortal, da faixa Unsilent Storms in the North Abyss, que ficou sensacional e se mostra uma grande influência. O Abate Macabro só confirma a opinião deste que vos escreve: definitivamente o Brasil é um dos melhores celeiros do Black Metal mundial.

https://www.facebook.com/abatemacabro
https://myspace.com/abatemacabro

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Abate Macabro"

AnittaAnitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

RockstarsRockstars
Filhos de roqueiros seguindo os passos dos pais

AnthraxAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo

5000 acessosMetallica: Ultimate Classic Rock elege as 10 piores músicas5000 acessosCapas de álbuns: agora com gatos em discos clássicos5000 acessosRingo Starr: baterista ignora fãs em São Paulo5000 acessosArch Enemy quase mudou nome após entrada de Angela5000 acessosIron Maiden: grande inspiração para James Hetfield, do Metallica5000 acessosLed Zeppelin: biografia revela profissões de Plant

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online