Perturba: Punk Rock and Roll do quarteto de Várzea Paulista

Resenha - Veja Bem, Caralho - Perturba

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Não, o quarteto de Várzea Paulista/SP não chega a perturbar (trocadilho infame), até porque faz um som de qualidade e não tão barulhento assim. A não ser se o ouvinte se sentir incomodado com as letras nada sutis e que envolvem diversos temas.

Out: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revistaSimone Simons: "Rammstein me faz querer mexer a bunda"

Se você é fã de Metal ou Classic Rock nem precisa terminar de ler a resenha, já que o Perturba aposta em um Punk Rock com leves pitadas de Rock and Roll. O som é enérgico, alegre e possui peso na medida certa. Os caras executam as composições com categoria e uma pegada interessante.

As letras fogem do contesto de protesto/panfletário e aliam muito bom humor, sarcasmo e não possuem pudor nenhum. Bebidas, baladas, encrencas e tudo mais se misturam a bases típicas do estilo e cozinha direta.

Destaque para faixas Bar do Eurico, Giroflex, Aniversário de Quem? e Jogando Bosta no Ventilador, sendo essa última com uma inteligente sacada sociopolítica. A produção é de primeira deixando os instrumentos bem timbrados. Cuidado com os refrãos que impregnam e a faixa bônus Cataratas num Barril homenageando um episódio do desenho do Pica-Pau é impagável.

https://www.facebook.com/perturbaoficial



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Perturba"


Out: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revistaOut
Os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista

Simone Simons: Rammstein me faz querer mexer a bundaSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.