Angry: Trabalho coeso, com thrash metal empolgante

Resenha - Future Chaos - Angry

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Existem discos que são bons, mas pecam por uma falta de unidade Não é o caso de "Future Chaos", debut da banda ANGRY, de Mauá, no interior paulista. A banda dá o seu recado e segue a cartilha dos mestres do SLAYER apresentando um disco de thrash metal capaz de lhe fazer balançar a cabeça mesmo que você tenha acabado de levar um pé na bunda no emprego. Simplesmente não dá pra ficar parado sem se entregar ao som do thrash metal entregue pelos caras.

Metallica: os segredos de "Enter Sandman"Motivação: 10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estima

A Intro "When Darkness Fall" é ótima, com excelente trabalho de guitarras, violões, mesclado com trechos de filmes bem colocados. Faz bem o papel de uma boa intro, ou seja, conquista e desperta o interesse, explodindo em "The Night of Your Death", um legítimo thrash metal, rápido e certeiro. A faixa que dá identidade ao disco define a banda muito bem. "Future Chaos" tem riffs matadores, paulada na cozinha e solos de guitarra de explodir os tímpanos. Você pode conferir o clipe para essa pedrada no player abaixo:

A violência sonora, ao mesmo tempo veloz e desesperada, continua com a empolgante "Insanity" e seus 8535 solos de guitarra. As próximas, "I See", "Stuck In The Past" e "Suffocated By Despair" não deixam a bola cair, especialmente a complexa "Stuck In The Past" com um momento que lembra, levemente, death metal. Sem descanso, sem trégua, chegamos a "Fear of Tomorrow", outra pedrada com as mesmas características das anteriores. "Last Day" até dá uma aliviada, mas fecha o disco da forma violenta como todas até aqui. É um trabalho coeso, até um tanto uniforme, mas só mantenha distância se realmente não gostar de thrash metal.

Apesar de ser o primeiro disco da banda, o trio formado por Diego Armando (baixo e vocais), Alex (guitarra) e Ricardo Luiz (bateria), com o apoio de Renato Haboryni na guitarra base, não deixa de apostar em um mascote (e o faz acertadamente). O guerreiro sobrevivente pós-apocalíptico na arte de Juliana Reis não o deixará esquecer de mais uma banda que mantem viva a chama do thrash metal oitentista. Pelo menos não até o apocalipse.

Track List:

When Darkness Fall
The Night Of Your Death
Future Chaos
Insanity
I See
Stuck In The Past
Suffocated By Despair
Fear Of Tomorrow
Last Day


Outras resenhas de Future Chaos - Angry

nullnull




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Angry"


Metallica: os segredos de Enter SandmanMetallica
Os segredos de "Enter Sandman"

Motivação: 10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estimaMotivação
10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estima

Led Zeppelin: A controvérsia sobre as origens do nome da bandaLed Zeppelin
A controvérsia sobre as origens do nome da banda

Megadeth: a canção que Dave Mustaine menos gostaSeparados no nascimento: sou só eu, ou eles são parecidos?Metallica: James Hetfield explica decisão de abandonar seu perfil no InstagramGuns N' Roses: Por que tanta gente odeia Paul Huge Tobias?

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336