Angry: Trabalho coeso, com thrash metal empolgante

Resenha - Future Chaos - Angry

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Existem discos que são bons, mas pecam por uma falta de unidade Não é o caso de "Future Chaos", debut da banda ANGRY, de Mauá, no interior paulista. A banda dá o seu recado e segue a cartilha dos mestres do SLAYER apresentando um disco de thrash metal capaz de lhe fazer balançar a cabeça mesmo que você tenha acabado de levar um pé na bunda no emprego. Simplesmente não dá pra ficar parado sem se entregar ao som do thrash metal entregue pelos caras.
5000 acessos1986: O ano definitivo da música pesada5000 acessosRolling Stone: as 10 melhores bandas de Heavy Metal

A Intro "When Darkness Fall" é ótima, com excelente trabalho de guitarras, violões, mesclado com trechos de filmes bem colocados. Faz bem o papel de uma boa intro, ou seja, conquista e desperta o interesse, explodindo em "The Night of Your Death", um legítimo thrash metal, rápido e certeiro. A faixa que dá identidade ao disco define a banda muito bem. "Future Chaos" tem riffs matadores, paulada na cozinha e solos de guitarra de explodir os tímpanos. Você pode conferir o clipe para essa pedrada no player abaixo:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A violência sonora, ao mesmo tempo veloz e desesperada, continua com a empolgante "Insanity" e seus 8535 solos de guitarra. As próximas, "I See", "Stuck In The Past" e "Suffocated By Despair" não deixam a bola cair, especialmente a complexa "Stuck In The Past" com um momento que lembra, levemente, death metal. Sem descanso, sem trégua, chegamos a "Fear of Tomorrow", outra pedrada com as mesmas características das anteriores. "Last Day" até dá uma aliviada, mas fecha o disco da forma violenta como todas até aqui. É um trabalho coeso, até um tanto uniforme, mas só mantenha distância se realmente não gostar de thrash metal.

Apesar de ser o primeiro disco da banda, o trio formado por Diego Armando (baixo e vocais), Alex (guitarra) e Ricardo Luiz (bateria), com o apoio de Renato Haboryni na guitarra base, não deixa de apostar em um mascote (e o faz acertadamente). O guerreiro sobrevivente pós-apocalíptico na arte de Juliana Reis não o deixará esquecer de mais uma banda que mantem viva a chama do thrash metal oitentista. Pelo menos não até o apocalipse.

Track List:

When Darkness Fall
The Night Of Your Death
Future Chaos
Insanity
I See
Stuck In The Past
Suffocated By Despair
Fear Of Tomorrow
Last Day

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Future Chaos - Angry

340 acessosAngry: Paulistas fazem um Thrash Metal furioso!548 acessosAngry: Thrash metal agressivo e técnico

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angry"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Angry"

19861986
O ano definitivo da música pesada

Rolling StoneRolling Stone
As 10 melhores bandas de Heavy Metal

Metal ExtremoMetal Extremo
Os logos mais ilegíveis já criados

5000 acessosAngra: show no Rock In Rio 2011 é "Triste de lembrar"5000 acessosOs 10 mandamentos do guitarrista5000 acessosIron Maiden: a tragédia pessoal do baterista Clive Burr2894 acessosLed Zeppelin: banda ainda reina entre os boots - conheça o Top 65000 acessosReleituras: Trilhas sonoras clássicas em versões Heavy Metal4193 acessosPantera: "fazíamos o chão tremer, atravessávamos paredes"

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online