Amputated: Brutalidade e quebradeira

Resenha - Dissect, Molest, Ingest - Amputated

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Este é o terceiro disco completo dos ingleses do Amputated, banda oriunda de Bristol que possui certo nome no underground europeu devido à qualidade de seu som extremo. E “Dissect, Molest, Ingest” se mostra um baita de um disco.
5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e Mano Menezes5000 acessosMetallica: Rock In Rio explica pane que ocorreu durante o show

O principal destaque fica por conta da variação rítmica contida nas composições. As quebradas e viradas insanas são capazes de quebrar o pescoço do ouvinte. Isso sem contar algumas levadas atípicas, como por exemplo, da faixa Skullfuck Lobotomy, que também possui um ótimo trabalho nos riffs.

Outro destaque são os vocais de Mark Gleed. O careca barbudo urra muito bem, e alterna seu gutural com grunhidos e rasgados facilmente. Isso faz com que as composições, que são muito diretas e objetivas apesar de técnicas, soarem ainda mais interessantes.

Outro fator preponderante para a qualidade acima da média do disco é a ótima produção. A capa do trabalho bem típica também é bem detalhada e com cores essenciais ao estilo. O que tenho de informação é que o disco só foi lançado digitalmente, uma pena.

https://www.facebook.com/amputated
http://www.reverbnation.com/amputated

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Amputated"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
James Hetfield e Mano Menezes

MetallicaMetallica
Rock In Rio explica pane que ocorreu durante o show

Michael J. FoxMichael J. Fox
A volta triunfal de Marty McFly em um show do Coldplay

5000 acessosBanda ruim não tem vez: o futuro da indústria musical5000 acessosMemes: versões para Slipknot, Linkin Park e SOAD5000 acessosBlack Sabbath: da magia negra até o pó branco5000 acessosArch Enemy quase mudou nome após entrada de Angela5000 acessosIron Maiden: grande inspiração para James Hetfield, do Metallica5000 acessosLed Zeppelin: biografia revela profissões de Plant

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online