Pentacrostic: Clássico pioneiro do Doom nacional é relançado

Resenha - Pain Tears - Pentacrostic

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


A sensação de fazer esta resenha é de estar realizando um especial (clássicos), seção que não postamos há tempos. Então, o leitor pode considerar esta análise como um misto de resenha/especial, dada a importância deste trabalho ao underground nacional e mais precisamente ao Doom Metal brasileiro.

Lemmy: "Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"O tempo, ah o tempo!: rockstars nos anos oitenta e hoje

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O selo Old Pride Records, reconhecendo a importância disto, tomou a iniciativa e relançou "The Pain Tears", debut da banda pioneira Pentacrostic. Na época a evidência no Metal nacional era o Thrash e o Death Metal e a banda paulista de Osasco, apostava em algo mais fúnebre e soturno.

"The Pain Tears", apesar da conotação Doom, em nada se parece com o que é proposto no gênero hoje em dia. Praticamente sem elementos góticos em sua música (a não ser pelos leves arranjos de teclados), o negócio aqui traz um som extremo com variação rítmica e um clima lúgubre, além de flertar com o Death Metal.

As guitarras entoam riffs sinistros, enquanto a cozinha varia o ritmo entre o mais arrastado e momentos mais brutais, com um baixo bem pesado e que se impõe. Não há vocais limpos, já que o líder e mentor da banda Marcelo Sanctum (vocal/baixo) vocifera guturais mórbidos.

Há vários clássicos aqui como Welcome to the Suffering, Lost in the Void, The Abstract Limits of the Unknown e Words in Corrosion. Todos clássicos de um estilo que não tem o reconhecimento merecido no Brasil, mas sempre revelou ótimas bandas.

O relançamento traz um trabalho remasterizado limitado a mil cópias marcadas à mão com duas artes diferentes na contra-capa. Além disso, a demo "Agony of Souls", de 1990, vem como bônus. Um relançamento que fará os antigos se encantarem e os mais novos conhecerem uma importante parte da história do Metal extremo nacional. Obra prima.

https://www.facebook.com/pentacrostic
http://www.myspace.com/pentacrosticbr




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Pentacrostic"


Lemmy: Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!Lemmy
"Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"

O tempo, ah o tempo!: rockstars nos anos oitenta e hojeO tempo, ah o tempo!
Rockstars nos anos oitenta e hoje


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336