Kismet: Mesclando Metal com música alternativa como poucos

Resenha - Shades Of Clarity - Kismet

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

9


O melhor de se resenhar um trabalho é quando você passa realmente apreciar a banda e depois da análise começa a ouvir o álbum sem compromisso, porque gostou mesmo. Essa é a grande vantagem de ‘brincar’ de ser crítico de música.

Este é o segundo álbum deste quinteto italiano que investe no Rock alternativo mesclado com o Metal. Há um pouco de Classic Rock, Progressivo e até Grunge na sonoridade da banda e o mais interessante é que mesmo com uma boa dose de peso, as composições poderiam tocar em rádios (sem jabá, é claro).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em primeira instância é de se admirar como a banda consegue manter o equilíbrio enquanto sofre uma avalanche de influências. Tudo de forma bem estruturada e como uma boa coesão, além de possuir uma característica própria. E há também uma pegada meio Stoner Rock, principalmente no timbre sujo das guitarras.

O primeiro destaque sem dúvidas é a composição Stay Alive. Sendo claro, a faixa soa com um ritmo a lá The Cult, mas com uma essência calcada em Alice In Chains e possui um refrão espetacular. Sem dúvidas é um hit imediato. A balada Carry Me Down tocaria em qualquer rádio e é uma pérola do Rock alternativo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Partindo para uma veia psicodélica/progressiva, a faixa Time é a prova sonora da versatilidade da banda. Ainda podemos citar Clarity e Holy Words & Pain que fecha o disco com chave de ouro e ótimas alternâncias. Um álbum primoroso e surpreendente.

http://www.kismetband.com/
https://www.facebook.com/KismetBand

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1

Mike Portnoy: a reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream TheaterMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 Goo336