Necroccultus: Mexicanos apostando na extremidade

Resenha - Solemnelohim, Bringer of Death - Necroccultus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


São mais de dez anos na atividade e um álbum oficial lançado em 2005. Após isso, os mexicanos do Necroccultus soltaram três splits e este é o segundo EP desde então. A sonoridade da banda é focada no Death Metal ‘old school’ e possui todos os elementos que irá agradar ao público do gênero.

As guitarras despejam riffs mórbidos dotados de muito peso e que quase não dão espaço para solos. Mas, quando estes surgem, seguem a tradicional linha do Death Metal com alavancadas típicas e sempre bem encaixados e curtos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Alguns momentos, como na faixa The Equinox of Unburied Ones – que fecha o EP – o clima apocalíptico impera. Aliás, as temáticas vão do desespero, passando pela solidão, morte e escuridão, ou seja, a banda segue a cartilha e prefere não mexer em time que está ganhando.

O trabalho tem uma boa produção e também foi lançado nas versões 12" vinil mini LP e 7"EP. Enfim, um disco que não mudará nada as estruturas do Death Metal, mas que empunha a bandeira do estilo com muito bom gosto e qualidade.

https://www.facebook.com/pages/Necroccultus/116080975129390

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sílvio Santos: The Number Of The Beast em ritmo de festaSílvio Santos
"The Number Of The Beast" em ritmo de festa

Joey Ramone: em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'RJoey Ramone
Em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'R


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336