Electric Blues Explosion: Quando iremos dar valor ao que é nosso?

Resenha - Strenght to Go On - Electric Blues Explosion

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ao ouvir “Strenght to go on “ não resta senão dois sentimentos: raiva e felicidade. Raiva por existirem bandas desse nível em nosso país e não terem o reconhecimento que merecem, ficando muitas vezes relegados aos verdadeiros fãs, enquanto grupos de qualidade inferior vêm de fora e tem suas apresentações sold-out por aqui. Mas ao mesmo tempo traz a satisfação, a felicidade de vermos como possuímos bandas de qualidade impar pelo Brasil afora.
5000 acessosSonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejados5000 acessosPaixão nacional: o futebol e os roqueiros britânicos

O que temos aqui nesse segundo disco do Electric Blues Explosion é, a despeito do próprio nome, um Blues/Rock do mais alto gabarito, ou seja, não voltado somente aos apreciadores do estilo, pois tem uma dose bem grande do que conhecemos como Hard Rock. Em uma comparação grosseira, poderíamos dizer que seria um encontro do Mr. Big com o Dr. Sin se estes resolvessem incorporar doses maciças de Blues em sua música.

Músicas como a faixa-título, “Just Fine” e “Drawned Again” possuem toda a força da junção rock/blues, com ótimos riffs e solos de guitarra, teclado bem encaixado e cozinha poderosa, enquanto faixas mais lentas como “Lines in the Sand” e “For so Long” mostram melodias perfeitas, baladas da mais bela execução, sem soarem piegas em momento algum. E ainda tem a Funky e cheia de Swing “Tell Me” e a faixa que combina com muita precisão a parte mais pesada com melodia “Cowboy Hat”. O disco só não é perfeito pois as últimas músicas dão uma caída, apesar de serem bons blues acústicos, mas mesmo assim mais voltados para os fãs do gênero.

E claro, tem também o DVD, com uma qualidade de áudio e vídeo muito bom. Gravado em Caxias do Sul em Março de 2013, possui um ótimo jogo de câmeras, demonstrando toda a técnica de Rodrigo Campagnolo nos vocais e guitarra, Graziano Anzolin nos teclados, Nino Henz no baixo e César de Campos na bateria. O repertório se baseia, obviamente, no “Strenght to go on”, mas também traz faixas do primeiro disco da banda, “Draw the Line”. Apesar de toda a banda ser muito boa e bastante afiada, não há como negar que Rodrigo Campagnolo é o grande destaque, pois é um guitarrista daqueles que se encontra raramente por ai, virtuoso mas que se preocupa com a composição em si, em fazer a melhor música, e não uma simples demonstração do tradicional “ olha mãe o que eu sei fazer” que acomete alguns músicos. E sem contar com o vocal, perfeito para o estilo da banda. Rodrigo não é simplesmente um guitarrista que por acaso também canta, mas manda muito bem em ambas as áreas.

Como dito lá no inicio da resenha, se você não deixar se levar pela raiva de não darmos o verdadeiro valor à bandas como o Electric Blues Explosion, vai restar a felicidade de apreciar um dos grandes discos dos últimos anos lançado em nosso país.

LinKs:

The Ballad of John Henry (Joe Bonamassa) - Mississippi in Concert 2010

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Draw The Line (Electric Blues Explosion) – Rock Parque 2013

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Bad for You, Baby (Gary Moore) –Mississippi Delta Blues Bar – 2008

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Cowboy Hat (Electric Blues Explosion) – Musipark – 2012

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Voodoo Chile (Jimi Hendrix) – Mississippi Delta Blues Bar – 2011

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Bad Things (Richie Kotzen) – Bootleg Explosion DVD - 2010

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Links relacionados:
http://www.youtube.com/campagnologuitar
http://www.facebook.com/campaguitar
http://www.facebook.com/ElectricBluesExplosion

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Strenght to Go On - Electric Blues Explosion

713 acessosElectric Blues Explosion: obrigatório a uma coleção que se preze331 acessosElectric Blues Explosion: Esplêndido com conhecimento de causa510 acessosElectric Blues Explosion: Southern/Blues Rock de alta qualidade

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Electric Blues Explosion"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Electric Blues Explosion"

SonhoSonho
Os 10 palcos de shows mais desejados

Futebol e rockFutebol e rock
As paixões de Harris, McCartney, Daltrey e outros

SlipknotSlipknot
"Pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

5000 acessosMike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?5000 acessosO Whiplash.Net protege quem anuncia no site?5000 acessosIron Maiden: Rachel Sheherazade é uma grande fã da banda5000 acessosIron Maiden: símbolo do São Paulo FC está em vídeo de Natal5000 acessosIron Maiden: como Bruce Dickinson descobriu seu dom5000 acessosAstros do Rock: como seriam suas versões tatuadas

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online