Matérias Mais Lidas

AC/DC: as ordens de Malcolm para quem ia subir ao palcoAC/DC
As ordens de Malcolm para quem ia subir ao palco

Alcione: Peguei Axl Rose logo pela cintura, ele me abraçou, me chamou de 'amazing'Alcione
"Peguei Axl Rose logo pela cintura, ele me abraçou, me chamou de 'amazing'"

Nightwish: As 10 músicas que mudaram a vida de Floor JansenNightwish
As 10 músicas que mudaram a vida de Floor Jansen

Brian May: por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palhetaBrian May
Por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palheta

Megadeth: Max Norman diz que Mustaine roubou seus créditos de produção em álbum famosoMegadeth
Max Norman diz que Mustaine roubou seus créditos de produção em álbum famoso

Dream Theater: James LaBrie grava Kickstart My Heart com banda do filhoDream Theater
James LaBrie grava "Kickstart My Heart" com banda do filho

Metaleiro também ama: músicas escritas por bandas de metal que falam de amorMetaleiro também ama
Músicas escritas por bandas de metal que falam de amor

Dia dos Namorados: 15 músicas para você ouvir junto com mozão nesta data especialDia dos Namorados
15 músicas para você ouvir junto com "mozão" nesta data especial

Pink Floyd: os incríveis desenhos de uma inteligência artificial para músicas da bandaPink Floyd
Os incríveis desenhos de uma inteligência artificial para músicas da banda

Motorhead: 10 das frases mais marcantes de Lemmy KilmisterMotorhead
10 das frases mais marcantes de Lemmy Kilmister

Gojira: Meu objetivo é ser tão bom quanto Iggor Cavalera, diz bateristaGojira
"Meu objetivo é ser tão bom quanto Iggor Cavalera", diz baterista

Max Cavalera: Devemos usar nossa música como armaMax Cavalera
"Devemos usar nossa música como arma"

Gene Simmons: como Paul Stanley teve a ideia do nome KissGene Simmons
Como Paul Stanley teve a ideia do nome Kiss

Savatage: Jon Oliva diz que tem material para três álbuns, mas não garante retornoSavatage
Jon Oliva diz que tem material para três álbuns, mas não garante retorno

Andre Matos: músicas gravadas em 2019 chegaram a reuni-lo com Rafael BittencourtAndre Matos
Músicas gravadas em 2019 chegaram a reuni-lo com Rafael Bittencourt


Pentral
Arte Musical

Tuomas Holopainen: The Life and Times of Scrooge

Resenha - Life and Times of Scrooge - Tuomas Holopainen

Por Thiago El Cid Cardim
Em 05/05/14

Mais do que um fã de cultura pop, Tuomas Holopainen, tecladista, principal compositor e líder da banda finlandesa de metal sinfônico Nightwish, sempre foi um fanático declarado pela Disney. Nunca escondeu isso de ninguém e espalhou referências, ainda que discretas, às obras do estúdio do velho Walt nas canções de seu grupo (Nemo, alguém?). O disco anterior do Nightwish, Imaginaerum, tornou-se a trilha de um longa-metragem, com ares de conto de fadas sombrio, uma mistura de Tim Burton e Alice no País das Maravilhas.

Mas, em seu primeiro disco solo, ele foi além — e resolveu criar uma obra conceitual inspirada em The Life and Times of Scrooge McDuck. O disco, de mesmo nome (sem o McDuck, apenas para efeitos autorais), tem total apoio do autor da HQ original – no caso, Don Rosa, o roteirista/ilustrador mais importante dos gibis dos patos da Disney depois do lendário Carl Barks e responsável pela bela imagem exclusiva da capa do álbum. Mas não se engane, querido leitor: The Life and Times of Scrooge não é um disco de heavy metal - seja ele power, sinfônico, gótico ou qualquer coisa assim. É praticamente um disco instrumental, com poucas canções efetivamente cantadas. É uma trilha sonora requintada, sofisticada, de excelente qualidade e com uma produção cristalina, prontinha para o dia que alguém resolver transformar esta HQ em filme.

A trama da história original – que tem 12 capítulos e cerca de 210 páginas no total – gira em torno do passado do Tio Patinhas, em como ele viajou quilômetros e quilômetros nas mais adversas condições e trabalhou duro na mineração de ouro em busca da fortuna que viria muitos anos depois. Os capítulos se espalham do século XIX até a década de 50.

Quando saiu o primeiro single do disco, A Lifetime of Adventure, com as vozes das vocalistas finlandesas Johanna Kurkela (supostamente, namorada de Tuomas) e Johanna Iivanainen, ficou a impressão de que estaríamos diante, talvez, de um disco que seria uma espécie de evolução do Nightwish - lindo, intrigante, envolvente. Mas The Life and Times of Scrooge é mais do que isso. Desde a introdução com Glasgow 1877, uma canção com sonoridade tipicamente escocesa na qual Scrooge (interpretado por Alan Reid) se despede da família e ouve o lamento de sua mãe, Downy O'Drake (Johanna Iivanainen), dá para perceber que a proposta aqui tem outro nível.

Em Into The West, o banjo e a gaita ganham destaque à frente da orquestra (no caso, a London Orchestra, regida pelo mesmo maestro Pip Williams que colaborou com Tuomas nos discos Once, Dark Passion Play e Imaginaerum, do Nightwish) em um épico country old school que dá a perfeita sensação de que o personagem está desbravando o Velho Oeste ainda perigoso, desconhecido mas cheiod e promessas de uma nova vida. Já a estrutura grandiosa e sombria de Duel & Cloudscapes, com uma belíssima interpretação do coral Metro Voices, poderia facilmente estar na trilha de qualquer filme d'O Senhor dos Anéis, pela vibração que transmite de uma luta em meio a cenários idílicos.

Em Cold Heart Of The Klondike, Tony Kakko, a voz do Sonata Arctica, assume as vezes de narrador para contar como é a solitária chegada de Scrooge ao Klondike - uma região de Yukon, noroeste do Canadá, a leste da fronteira com o Alasca. É lá, na cidade de Dawson, que ele conhece uma cantora e dançarina que pode ser considerada o grande amor da sua vida, Goldie o'Gilt. A moça é vivida, na obra, por Kurkela, que faz um belo dueto com Reid tanto na megalomaníaca The Last Sled quanto na delicada balada violão e voz Go Slowly Now, Sands Of Time, que funciona claramente como a canção da reflexão do herói depois de sua jornada.

Se alguma faixa pode lembrar, ainda que remotamente, o Nightwish, ela seria Dreamtime, com o onírico teclado característico de Tuomas ditando o andamento, quase como se estivesse ditando os rumos de um sonho, prestes a tornar-se pesadelo. Mas, honestamente, o ideal é ouvir este disco sem ter o Nightwish em mente. Aliás, sem ter qualquer banda bate-cabeça em mente. Este é um momento para curtir música de um jeito diferente. E que faz com que um caminho bastante interessante se abra para o Sr.Holopainen: ele pode pensar seriamente em trabalhar com este negócio de cinema. Ia se dar muito bem. Basta algum figurão de Hollywood ouvir este disco para ter a mesma impressão que eu.

Line-up:
Tuomas Holopainen - Teclado/piano e arranjos
Johanna Kurkela, Johanna Iivanainen, Tony Kakko e Alan Reid - Vocais
Troy Donockley - Instrumentos de sopro
Mikko Iivanainen - Guitarra, banjo
Teho Majamäki - Didgeridoo
Jon Burr - Gaita
Dermot Crehan - Violino solo

Tracklist:
1. Glasgow 1877
2. Into The West
3. Duel & Cloudscapes
4. Dreamtime
5. Cold Heart Of The Klondike
6. The Last Sled
7. Goodbye, Papa
8. To Be Rich
9. A Lifetime Of Adventure
10. Go Slowly Now, Sands Of Time


Outras resenhas de Life and Times of Scrooge - Tuomas Holopainen

Tuomas Holopainen: História do Tio Patinhas em álbum conceitual

Tuomas Holopainen: Genialidade muito além do NightwishTuomas Holopainen
Genialidade muito além do Nightwish

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Blind Guardian
Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Nightwish: as canções preferidas de Tuomas HolopainenNightwish
As canções preferidas de Tuomas Holopainen

Separados no nascimento: Tuomas Holopainen e Johnny DeppSeparados no nascimento
Tuomas Holopainen e Johnny Depp

Nightwish: Tuomas Holopainen escolhe suas vocalistas favoritasNightwish
Tuomas Holopainen escolhe suas vocalistas favoritas


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.

Mais informações sobre

Mais matérias de Thiago El Cid Cardim.