Revamp: Floor Jansen mostrando sua faceta maléfica

Resenha - Wild Card - Revamp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Floor Jansen sem sombras de dúvidas é um dos ícones da geração de ouro do Symphonic Gothic Metal, pois ao lado do After Forever ajudou a guinar o gênero juntamente com bandas como Nigthwish, Within Temptation, dentre outros grandes nomes.
3936 acessosFinlândia: as dez melhores bandas de Heavy Metal do país5000 acessosEddie: a foto que supostamente inspirou Derek Riggs

Quando saiu de sua antiga banda em 2009 a musa holandesa tinha como objetivo seguir seu próprio caminho e para isso montou o Revamp. Mesmo não levando seu nome, é evidente que o projeto é solo, já que é a moça que comanda todo o esquema.

O primeiro disco autointitulado teve uma recepção morna, mesmo demonstrando qualidade. “Wild Card” vira o jogo em quase todos os sentidos. Floor parece estar no ápice de sua carreira (e de seu talento), pois está cantando muito! A junção de técnica e emoção que ela impõe nas linhas vocais é de cair o queixo.

O time que a acompanha também não é nada fraco. Afinal Arjan Rijnen e Jord Otto (guitarras), Henk Vonk (baixo), Matthias Landes (bateria) e Ruben Wijga (teclados) são fundamentais na concepção de uma sonoridade que mescla o agressivo com o sutil, principalmente por parte dos belíssimos arranjos incrementados.

Aliás, agressividade é o diferencial de “Wild Cards” perante o primeiro trabalho. Desde a concepção gráfica até as letras e, finalmente, as músicas tudo soa mais ofensivo e com uma aura carregada. Destaque também para a incursão de belos coros, que caíram como uma luva no trabalho.

A produção a cargo de Just Van den Broek dispensa comentários. Destaque para as faixas The Anatomy of a Nervous Breakdown: On the Sideline, The Anatomy of a Nervous Breakdown: The Limbic System, a pesada Precibus e Amendatory. O disco ainda conta com a participação de Devin Townsend e Mark Jansen (Epica, Mayan).

http://revampmusic.com/
https://www.facebook.com/ReVamp

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 28 de março de 2014

FinlândiaFinlândia
As dez melhores bandas de Heavy Metal do país

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

NightwishNightwish
Por que a Anette foi tão criticada pelos fãs?

NightwishNightwish
As singelas homenagens entre Tarja e Tuomas

Floor JansenFloor Jansen
Cantora diz que "crítica" ao Slayer foi retirada do contexto

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Revamp"0 acessosTodas as matérias sobre "After Forever"0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"

Iron MaidenIron Maiden
A foto que teria inspirado Derek Riggs na criação de Eddie?

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
25 coisas que você talvez não saiba sobre o Madman

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl desafina guitarra de Slash e pede desculpas

5000 acessosRatos de Porão x Iron Maiden: resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson5000 acessosUruca: Os 9 mais azarados da história do Rock5000 acessosSlash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor5000 acessosJared Dines: o que acontece quando bateristas usam drogas?5000 acessosGame of Thrones: as bandas preferidas de cada personagem5000 acessosLogos: quando você nem consegue ler o nome da banda

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online