4th Dimension: Qualidade ofuscada por "mais do mesmo"

Resenha - Dispelling the Veil of Illusions - 4th Dimension

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Victor de Andrade Lopes, Fonte: Sinfonia de Ideias
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O 4TH DIMENSION chega ao ano da Copa com seu segundo disco, Dispelling the Veil of Illusions. O álbum é tão breve que chega a desanimar: pouco menos de 40 minutos de música distribuídos em dez faixas (bingo, cada uma tem em média quatro minutos).
5000 acessosHard Rock: as 25 melhores músicas acústicas do gênero5000 acessosMulheres: as bandas mais famosas em suas versões femininas

Bastante consistente, as faixas do disco não variam muito. Com exceção da introdução "Veil 3102" e das baladas "Memoirs of the Abyss" e "Away", temos um álbum composto basicamente por trabalhos breves de power metal do tipo mais melódico.

Enquanto o guitarrista MICHELE SEGAFREDO traz riffs interessantes na sua guitarra, o tecladista TALETE FUSARO encheu o álbum de sons eletrônicos, diminuindo um pouco as partes sinfônicas. Misturar música eletrônica com power metal não é bem uma novidade; vide bandas como DRAGONFORCE e DREAMTALE. Aqui neste disco, o uso pode ter sido excessivo, e, em alguns casos, até dispensável. Um pouco mais das clássicas camadas de cordas faria bem ao som do grupo, que praticamente pede tais timbres. Curioso notar também que quase todas as faixas do disco terminam de forma abrupta.

A banda como um todo mostrou-se competente, e as faixas provavelmente farão com que os fãs desta vertente sorriam. A qualidade é óbvia e indiscutível. O que faz o disco perder pontos é a falta do "fator impacto", algo já ausente no trabalho anterior, The White Path to Rebirth. E, para uma banda nova, isto pode ser fatal. Grupos como STRATOVARIUS, SONATA ARCTICA e RHAPSODY OF FIRE podem se dar ao luxo de fazer mais do mesmo. Um 4TH DIMENSION, não.

Conquanto a banda tenha entregue um trabalho razoável, fica aquela sensação de que tudo foi muito breve (menos de 40 minutos de música, repito), repetitivo (faixas de mesma duração, de mesma estrutura e de certa forma até enjoativas) e manjado. Não que uma banda seja uma empresa que precise se destacar entre as concorrentes, mas fica a pergunta: o que os jovens do 4TH DIMENSION estão trazendo de novo para o oceano sem fim de bandas de power metal?

Abaixo, o vídeo de "Kingdom of Thyne Illusions":

Track-list:
1. "Veil 3102"
2. "A Circle on the Ice"
3. "Kingdom of Thyne Illusions"
4. "Quantum Leap"
5. "ExtraWorld"
6. "White Logic"
7. "Memoirs of the Abyss"
8. "The Watchtower"
9. "Dissonant Hearts"
10. "Away"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "4th Dimension"


Hard RockHard Rock
As 25 melhores músicas acústicas do gênero

MulheresMulheres
As bandas mais famosas em suas versões femininas

GuitarraGuitarra
Ouça o riff mais popular de todos os tempos

5000 acessosSlash: explicando como foi seu primeiro contato com Justin Bieber5000 acessosHá quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universo5000 acessosHaja pente: os músicos mais cabeludos e barbudos do Rock5000 acessosKiss: A extensa e variada filmografia da banda5000 acessosEsquire: os setenta e cinco discos que todo homem deve ter5000 acessosSkid Row: Sebastian Bach de volta? Nem passou pela cabeça deles!

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 0077507/SP) formado pela PUC-SP e membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil. Paulistano e morador de Carapicuíba (Granja Viana), tem um blog de resenhas musicais e outros assuntos chamado Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cinema, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados. Além de ouvir, também toca piano e teclado, compondo algumas bobagens de vez em quando.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online