Coldblood: A essência do Metal extremo brasileiro

Resenha - Chronology of Satanic Events - Coldblood

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Desde a demo "Reincarnating a New Black God" (2005), os cariocas do Coldblood sempre mantiveram lançamentos regulares (seja em split, single, etc), principalmente em se tratando do ótimo primeiro álbum "Under The Blade I Die" (2007) e o EP "The Other Gods" (2012).

Hetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaMetallica: Ulrich comenta sobre seu maior erro

Agora, ainda mais técnica e maléfica, a banda solta seu segundo full-length "Chronology of Satanic Events". Um álbum calculadamente bem feito, com composições consistentes que mantém a chama do Death Metal da banda acesa e ainda mais brutal.

Desde os riffs apocalípticos de Artur Cirio e do também vocalista D. Arawnn (que gravou o baixo no álbum), passando pela bateria infernal de Mkult, o som do grupo se mostra coeso e de muito bom gosto, sendo que a agressividade não para em nenhum momento sequer. Lembrando que Franc Schönmann gravou o baixo nas faixas Insignia of Abba e Avoid Jehovah.

Durante toda a audição de "Chronology of Satanic Events" o ouvinte sente uma aura obscura, vindo direto do inferno e sem precedentes. Tudo isso com os ótimos vocais de D. Arawnn que vocifera letras anticristãs e satânicas às vezes sendo auxiliado por rasgados backing vocals de Mkult.

Destaco as faixas Cross Inversion, Metastasis (Christ) e a faixa título que servem de exemplo exato da fúria da banda. Uma produção mais límpida ganharia ainda mais pontos para a sonoridade do álbum, mas nada que tire o brilho do lançamento. Mais um grande registro do Death Metal nacional.

http://web.archive.org/web/20090210210700/http://www.coldblo...
http://www.facebook.com/coldblood.officialpage



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaHetfield
Egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica

Metallica: Ulrich comenta sobre seu maior erroMetallica
Ulrich comenta sobre seu maior erro


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin