Dethrone: Banda jovem fugindo das tendências

Resenha - Humanity - Dethrone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


É gratificante ver uma banda jovem e recém formada (o grupo surgiu em 2011) fazer um som que foge às tendências atuais do Metal. É isso que os suecos do Dethrone fazem em seu primeiro disco, este “Humanity”.
5000 acessosSimone Simons: "Rammstein me faz querer mexer a bunda"5000 acessosTrue Metal: como ele deve agir na hora da foto

A banda investe em um enérgico Death/Thrash Metal que possui uma pitada de melodia e um clima apocalíptico. Influências do Melodic Death Metal podem ser notadas, mas nada excessivo. Há certo toque de modernidade, principalmente por parte dos timbres dos instrumentos e da produção atual, mesmo assim o som do grupo foge à regra.

Agressividade se junta a uma angustiante densidade fazendo com que as músicas soem totalmente emotivas, mesmo diante de tanto peso. E isso fica evidente em quase todas as composições, com destaque para a maravilhosa When I Decide (ver o vídeo) que transborda esse clima.

A banda destila uma boa técnica, mas não se perde em invencionices e faz com que sua música soe equilibrada. Assim como a ótima produção do disco, que deu o já citado ar mais moderno ao som. Um disco que surpreende e dá gosto de ouvir. O Metal precisa mais disso.

https://www.facebook.com/DethroneSWE
http://www.reverbnation.com/Dethroneswe

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Dethrone"

Simone SimonsSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

True MetalTrue Metal
Como ele deve agir na hora da foto

Foo FightersFoo Fighters
"Acho que somos uma merda", diz Dave Grohl

5000 acessosDimebag: como ele transformou Dave Grohl no cara mais legal do rock5000 acessosGuns N' Roses: Autor afirma que Mike Patton cagou no suco de Axl5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 805000 acessosSabrina Sabrok: uma roqueira com muito "talento"5000 acessosIron Maiden: conheça o responsável pelos teclados na banda5000 acessosFotos de Infância: Skid Row

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online