Dead Awaken: Finalmente o debut "Where Hope Turns Dripping Red"

Resenha - Where Hope Turns Dripping Red - Dead Awaken

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Foram cinco demos desde 2002, ano de sua fundação, até o Dead Awaken chegar a este debut. E o trabalho intenso ‘extra-campo’ valeu muito à pena, já que “Where Hope Turns Dripping Red” é um belo disco de Death Metal.
5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart5000 acessosMetal: adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?

Sem inovações ou invencionices, a banda mostra que não quer mudar o mundo com seu som, mas manter o legado intacto do Death Metal tradicional. As influências do Metal extremo sueco se restringem ao timbre da guitarra, já que o conjunto da obra pende pra algo mais obscuro e nada melódico.

É de se salientar que o trabalho de bateria de Mats Blyckert é fenomenal, mostrando uma técnica apurada e uma variação excelente. Isso sem contar as viradas insanas. O trabalho de guitarras segue a cartilha, enquanto o baixo dá conta de fazer o chão tremer, tudo a cargo de Jörgen Kristensen, que também urra muito bem.

Destaque para as composições Kingdom of Damnation (Where Hope Turns Dripping Red), Rocket Symphony e seu começo cadenciado pra depois cair na porrada e Venom of the Population com suas quebradas insanas. Um trabalho que irá agradar em cheio os verdadeiros fãs do Metal da morte!

http://www.dead-awaken.com/
http://www.facebook.com/Dead.Awaken.D.A

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Dead Awaken"

Ratos de PorãoRatos de Porão
O elogio de João Gordo aos garotos do Restart

MetalMetal
Adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?

Pra convencerPra convencer
Dez álbuns de metal para quem não gosta de metal

5000 acessosRhythm: os bateristas mais influentes de todos os tempos5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras5000 acessosVinil: quais são os dez discos mais valiosos do mundo?5000 acessosPower-Trios: o Hard é o gênero "onde o bicho mais pega"4997 acessosMetallica: Dave Mustaine passou dias chorando após morte de Cliff Burton5000 acessosFender: vídeo mostra como se faz uma Stratocaster

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online