Axl Rose: por que ele usava camiseta de Charles Manson, segundo ex-empresário

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

As ocasiões em que o vocalista do Guns N' Roses, Axl Rose, expressava algum tipo de admiração pelo serial killer Charles Manson sempre deixaram parte do público e da imprensa em choque. Rose chegou a regravar uma música de Manson, "Look At Your Game, Girl", e a usar camisetas com o rosto do assassino em série durante shows.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O empresário Doug Goldstein, que trabalhou para a banda entre 1991 e 2008, falou sobre esse assunto em entrevista ao podcast "Appetite for Distortion", com transcrição do Ultimate Guitar. Segundo ele, havia um motivo para Axl Rose fazer tais menções a Charles Manson.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De forma direta, o entrevistador perguntou: "Axl gostava de serial killers?". O empresário, então, respondeu: "Sabe de uma coisa, foi daqui que a coisa do Manson veio. Axl pensava: 'todos acham que sou um esquisito, uma aberração, assim como pensam que Manson é um esquisito, então, vou usar uma camiseta dele e regravar uma música dele, pois já pensam que sou maluco da mesma forma".

Doug Goldstein revelou, ainda, não acreditar que Axl Rose buscava exaltar Charles Manson. "Na minha opinião, não acho que ele quis glamourizar as coisas que Charles Manson fez de qualquer maneira ou forma", disse.

Em seguida, o manager cita que a segunda esposa dele foi "a única testemunha ocular" de um dos maiores serial killers dos Estados Unidos. "Chamavam ele de Dating Game Killer: Rodney James Alcala. Por meio do DNA, ele foi ligado a 130 assassinatos e estupros. Uma das vítimas era amiga dela e ela é a única testemunha ocular de todos os tempos", afirmou.

publicidade

O que Axl Rose diz sobre Charles Manson

Em 2017, a página "Axl Rose - Fã Clube" no Facebook resgatou uma antiga declaração em que Axl Rose explica por que usava camisetas com o rosto de Charles Manson. A fala vai ao encontro do que Doug Goldstein explicou na recente entrevista.

"Manson é uma parte sombria da cultura e história americanas. Usei a camisa 'Charlie don't surf' como uma declaração, porque a maioria das pessoas gostam de me pintar como o vilão, o maluco. Lamento, mas não sou esse cara. Não tenho nada a ver com ele. É o que estou dizendo. Há uma diferença real em termos de moral, valores e ética entre mim e Manson e isso significa 'não matarás', algo que eu obedeço", diz, inicialmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Rose completa: "Não sou um expert em Manson ou coisa assim, mas discordo das coisas que ele fez. Ele é um indivíduo doentio. Olhe para Manson e depois olhe para mim. Não somos o mesmo. Acho que as pessoas pensam que sou louco porque acredito em dizer a verdade. Admito que por vezes não faço um trabalho perfeito nesse sentido, mas os meus esforços são verdadeiros".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Riff: palavra sem tradução na língua portuguesaRiff
Palavra sem tradução na língua portuguesa

Separadas no nascimento: Amy Lee (Evanescence) e Shione Cooper (atriz pornô)Separadas no nascimento
Amy Lee (Evanescence) e Shione Cooper (atriz pornô)


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 CliHo WhiFin GooInArt Goo336 Cli336 Goo336