Death Angel: O melhor trabalho da banda desde seu retorno

Resenha - Dream Calls for Blood - Death Angel

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Considerada uma banda do segundo escalão do thrash metal americano (simplesmente pelo fato de nunca ter atingido o sucesso comercial, como as bandas do Big Four), o DEATH ANGEL sempre foi uma das bandas mais amadas pelo fã do estilo. E desde seu retorno, com o álbum “The Art of Dying”, em 2004, a banda vem numa crescente absurda, e finalmente chegam ao auge criativo desta nova fase, com esse excelente “The Dream Calls for Blood”, seu sétimo full length.
561 acessosLoudwire: os dez melhores álbuns de thrash metal do século 215000 acessos1986: O ano definitivo da música pesada

Conseguindo mesclar com maestria suas influências oitentistas com elementos mais modernos, a banda soa atual e madura, destilando sua agressividade com uma intensidade poucas vezes ouvida, que é ressaltada ainda mais pela ótima qualidade de gravação do disco. Nessa toada, fica claro que o momento atual da banda é de muita inspiração, pois mesmo sem inovar em nada, o quinteto criou faixas cativantes e marcantes, com forte tendência de se tornarem clássicas para seus fãs.

E o pilar da banda continua sendo a dupla Mark Osegueda e Rob Cavestany. O primeiro, com suas linhas vocais avassaladoras contribuiu muito para a excelência do material, e mesmo não sendo o vocalista mais agressivo do estilo, consegue transmitir muito bem toda a fúria lírica criada pela banda. Já Rob sem dúvida é um dos maiores riffmakers da história do thrash, e mais uma vez dá uma aula aqui.

“Left For Dead”, faixa de abertura, já mostra que estamos diante de um trabalho especial, com uma levada totalmente insana, instrumental preciso e ótimas linhas vocais. A faixa título também é outro grande destaque, com versos com grande influência de SLAYER, e um refrão mais melódico e marcante, típico do DEATH ANGEL.

E o disco segue assim até o seu final, com outras oito pedradas do mais puro thrash metal. E na versão especial do álbum, que vem em um belíssimo digipack, há ainda um cover para “Heaven and Hell” do BLACK SABBATH (em que Mark dá um verdadeiro show de interpretação, parecendo que incorporou o espírito do saudoso mestre DIO, tamanha a semelhança de timbre que consegue atingir), além de um DVD com o making of das gravações.

Trata-se, pois, sem dúvida nenhuma de um dos melhores discos de thrash metal do ano, e um dos melhores da discografia dos americanos, ficando fácil ao lado de clássicos como “The Ultra Violence” e “Act III”. Confira e comprove...

Ah, e não é a toa que o álbum entrou no top 200 da Billbord (posição #72), vendendo 5.400 cópias na sua semana de lançamento.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

The Dream Calls for Blood – Death Angel
(2013 – Nuclear Blast - Importado)

Mark Osegueda - Vocals
Rob Cavestany - Guitars
Ted Aguilar - Guitars
Will Carroll - Drums
Damien Sisson - Bass

CD:
1. Left for Dead
2. Son of the Morning
3. Fallen
4. The Dream Calls for Blood
5. Succubus
6. Execution - Don t Save Me
7. Caster of Shame
8. Detonate
9. Empty
10. Territorial Instinct / Bloodlust

Bonus Track:
11. Heaven and Hell (Black Sabbath Cover)

DVD:
. The Making of The Dream Calls for Blood.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Dream Calls for Blood - Death Angel

1020 acessosDeath Angel: O melhor álbum desde o retorno928 acessosDeath Angel: Se superando a cada título lançado

Thrash MetalThrash Metal
Os 10 melhores discos do século 21, segundo o Loudwire

561 acessosLoudwire: os dez melhores álbuns de thrash metal do século 210 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Death Angel"

KissKiss
As dez mais pesadas releituras de músicas da banda

Death AngelDeath Angel
Clássico da banda em comercial de fast-food

Metal HeavyMetal Heavy
10 clássicos para entender o Thrash Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Death Angel"

19861986
O ano definitivo da música pesada

Rolling StoneRolling Stone
As 10 melhores bandas de Heavy Metal

Metal ExtremoMetal Extremo
Os logos mais ilegíveis já criados

5000 acessosSlash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício5000 acessosRita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper5000 acessosNirvana: divulgadas novas fotos da cena da morte de Kurt Cobain5000 acessosRush: o discurso mais criativo e engraçado da música5000 acessosRush: Geddy Lee comenta a morte de Lemmy3774 acessosMotorhead: Lemmy no comercial da cerveja Kronenbourg 1664

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online