[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Satyricon: O retorno com toda a fúria ainda mais madura

Resenha - Satyricon - Satyricon

Por Guilherme Niehues
Fonte: Horns Up
Postado em 29 de setembro de 2013

SATYRICON é uma banda que sempre causou uma boa impressão, seja na sua era dourada do Black Metal, com os famosos Dark Medial Times (1994) ou Nemesis Divina (1996) ou então, na sua era mais voltada há um som mais amplo com vários influências, que claro, podemos citar o excelente Vocalno (2002) e Now, Diabolical (2006).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Também, não é de hoje que a banda preza em trazer algo mais maduro do que um simples black metal ou pós-Black Metal, e de fato, aqui se concretiza, neste álbum auto-intitulado lançado no dia 9 de setembro deste ano.

A dupla Satyr e Frost trazem uma evolução dos seus últimos álbuns, The Age of Nero (2008) e do já citado, Now, Diabolical. Uma espera de 5 anos demonstra toda a energia e qualidade dos músicas acoplados há sua marca registrada, SATYRICON. Dito isso, vos digo que é necessário ouvir este álbum com uma mente mais aberto, caso você ainda acredite que a banda é puramente Black Metal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Em todo o seu conjunto, o álbum é bastante coeso, especialmente pela qualidade da voz de Satyr, demonstrando que ele ainda não perdeu sua principal característica. Que aliás, Satyr é responsável por grande parte do instrumental deste álbum, guitarras, teclados e baixos. Portanto, deixando as baquetas para o fabuloso Frost,o que de fato é um ponto extremamente forte do álbum, afinal Frost era e ainda é um dos melhores bateristas do estilo, e aqui é possível identificar e exponenciar ainda mais este fator.

O que muda desta nova película para as anteriores, é a variação de passagens se comparado aos seus antecessores, onde é possível identificar uma exposição maior de passagens acústicas ou a caracterização de um ambiente mais sombrio que em sua totalidade permeia todo o álbum do inicio ao fim. Todavia, passagens mais clássicas que remetem a era mais antiga da banda, especialmente de 2002 até os seus primórdios, ainda são apresentados aqui e acolá, porém deixa de ser a aposta da banda. Contudo, é preciso ressaltar também a criatividade da banda em se manter firme a proposta que aqui se apresenta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Se comparado ao seu antecessor, as músicas deste álbum são mais longas, portanto demonstram uma coerência muito melhor nos termos de criatividade – conforme já citado – como banda. Todavia, este novo lançamento em alguns momentos nos demonstra que as músicas se interligam umas com as outras, especialmente as 3 primeiras músicas, após a abertura Voice of Shadows. Trog Og Kraft, Our World, It Rumbles Tonight e Nocturnal Flare remetem a uma única passagem, e acho isso digno de ser comentado e um grande ponto positivo, exaltando ainda mais o que já havia comentado, a banda se mantem coerente do inicio ao fim da bolacha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Ainda uma adição muito importante e que da um tom de novidade é os vocais limpos do convidado Silvert Høyem (ex-Madrugada) que aumenta a genialidade da música Phoenix, a quinta desta nova empreitada do SATYRICON. E será uma surpresa bastante agradável, tanto para os adoradores da banda, seja da antiga ou da nova fase.

Não vejo grandes pontos que possam prejudicar este lançamento, mas, talvez as duas faixas instrumentais que abrem e fecham o disco, Voice of Shadows e Natt, respectivamente estão ali apenas por estar, para preencher um tempo a mais do disco, mas, por opção da banda de estar ali ao menos elas nos brindam com a introdução e conclusão do novo trabalho da banda.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

E caso você consiga ainda a versão japonesa do álbum, terá acesso a três faixas bônus, das músicas Phoenix, Our World, It Rumbles Tonight e Natt, sendo que a primeira é retirada da sessão de mixagem e as duas últimas se tratam de remix. Porém, não agregam nenhuma novidade ou algo que realmente possa agregar qualquer alegria, e sim, uma semelhança para o ouvinte de ouvir "mais do mesmo".

Em geral, a banda volta com toda a sua fúria ainda mais madura e acrescenta um excelente álbum a sua carreira. E aliás, acrescentam também a melhor arte de capa e encarte da carreira, também!

SATYRICON – Satyricon (2013) – Roadrunner Records:

1. Voice of Shadows
2. Tro og kraft
3. Our World, It Rumbles Tonight
4. Nocturnal Flare
5. Phoenix
6. Walker upon the Wind
7. Nekrohaven
8. Ageless Northern Spirit
9. The Infinity of Time and Space
10. Natt
11. "Phoenix" (recording session mix) (6:32)
12. "Our World, It Rumbles Tonight" (deeper low mix) (5:07)
13. "Natt" (wet mix) (3:34)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 6

Resenha originalmente escrita para o site Horns Up
http://www.hornsup.com.br

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Perc3ption: a arte levada ao extremo

Resenha do Álbum do Insânia ao vivo no Underground Nativa III

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Osbourne: pesado, mas antes de tudo moderno

Resenha - Dark Side of The Moon - Pink Floyd

Resenha - Vovin - Therion

Resenha - P.U.L.S.E. - Pink Floyd


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS