Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemBlind Guardian divulga vídeo oficial de "Blood Of The Elves"; veja aqui

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemMetallica libera vídeo da clássica "Fight Fire With Fire" ao vivo em Belo Horizonte


Iggor Cavalera: por que ele recusou convite para entrar no Guns N' Roses

Por Igor Miranda
Em 03/11/20

O baterista Iggor Cavalera, do Sepultura, foi convidado para se juntar ao Guns N' Roses e participar do álbum "Chinese Democracy", que acabou sendo lançado apenas em 2008. A sondagem ocorreu em meados de 1997, quando o irmão de Iggor, o vocalista e guitarrista Max Cavalera, saiu da banda que os dois tinham juntos.

Foto por Gerardo Lazzari - Wikimedia
Foto por Gerardo Lazzari - Wikimedia

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista no formato de live ao canal de Aquiles Priester no YouTube, com transcrição do Whiplash.Net, Iggor Cavalera revelou mais detalhes sobre o assunto após a pergunta de um internauta. O baterista ex-Sepultura contou que recusou o convite e fez elogios a Bryan "Brain" Mantia, que acabou tocando em boa parte de "Chinese Democracy".

"Quase entrei na maior roubada do mundo, que foi aquele disco, 'Chinese Democracy'. Eu ia estar até hoje esperando o disco sair", disse, inicialmente.

Em seguida, ele detalhou a situação: "Foi muito louco, porque foi logo depois que o meu irmão saiu do Sepultura. Estávamos em um período onde procurávamos vocalista. Estava um pouco parado. Lembro que recebi um telefonema do empresário do Guns N' Roses na época me perguntando se eu queria fazer aquele disco com eles, se eu queria participar".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O músico foi bastante sincero ao justificar sua recusa ao convite para se juntar ao Guns N' Roses. "Falei na boa que era legal o convite, mas que não só eu não sou fã do Guns N' Roses, mas também estou totalmente focado em arrumar a banda aqui, pois f*deu, meu irmão saiu, agora não tenho como entrar. Foi legal ter o convite do cara, mas eu nem pensei, já recusei logo de cara", afirmou.

Aquiles Priester, então, comentou que já ouviu Iggor Cavalera elogiar um vídeo gravado por Bryan "Brain" Mantia, que tocou no Guns N' Roses entre 2000 e 2006. Brain ocupou a vaga deixada por Josh Freese, que entrou para a banda em 1997, após a recusa do brasileiro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"O Brain também tocou com o Primus, banda que eu curto bastante. O cara é f*da, adoro ele. Essa fita de vídeo dele é clássica. Ele faz uns grooves funky absurdos. Tanto que ele já chegou a tocar com o Bootsy Collins, do Funkadelic, esses caras que tocaram com James Brown. Quando ele foi tocar com o Guns N' Roses, lembro que falei: 'ih, se f*deu, entrou na maior roubada'", disse.

A entrevista pode ser conferida na íntegra no player de vídeo a seguir.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Steven Adler: memórias perdidas com Lars Ulrich e John 5

Guns N' Roses: comova-se com entrevista perdida de 1988


Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.