Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemMorre Andy Fletcher, tecladista e membro fundador da banda Depeche Mode

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemMorre Alan White, baterista do Yes e que gravou a clássica "Imagine", de John Lennon

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"


Desecrated Sphere: unindo técnica e brutalidade de forma ímpar

Resenha - Emancipate - Desecrated Sphere

Por Vitor Franceschini
Em 13/08/13

publicidade

Nota: 9

O Desecrated Sphere surgiu em 2011 e meteoricamente, no mesmo ano, soltou seu primeiro álbum, o magnífico "The Unmasking Reality". Surpreendendo a todos com seu Death Metal técnico e encorpado, a banda consolidou seu nome no cenário nacional rapidamente e na primeira metade de 2013 deixou sua marca em uma turnê europeia.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Emancipate", desde que começou a ser gravado, tinha a difícil missão de superar seu antecessor e se não conseguiu, no mínimo se igualou àquele que foi um dos melhores lançamentos de 2011. Apesar de mais direto, o novo trabalho não deixa a técnica apuradíssima da banda de lado e atinge todas as expectativas.

Riffs e solos, a cargo de Rubens Fraleone e Gustavo Lozano, muito bem elaborados e executados com maestria se aliam às excelentes e complexas linhas de baixo de José "Motor" Mantovani, que vem se destacando como um dos melhores baixista do estilo no país, como toca! A bateria de Saulo Benedetti mantém a pegada certeira e Renato Sgarbi vomita seus guturais com um pouco de variação pro rasgado.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A primeira pintura do álbum surge com Departure From Flesh. O riff inicial e a levada cadenciada são sensacionais, pra depois descambar pra uma porrada insana com leves quebradas. Linking Opposites (Demystifying Ormudz And Ahriman) mostra como a dupla de guitarristas estava entrosada com solos típicos do estilo e um pouco de melodia.

Leaders Of Babylon é o carro chefe do disco (veja o lyric video no final da resenha) e mostra Renato variando um pouco mais nos vocais. Ainda é bom mencionar a ótima instrumental Eçá que fecha o disco com chave de ouro. Tanto a produção gráfica como a sonora ficaram ótimas e "Emancipate" sem dúvidas está na lista de melhores do ano. Vale lembrar que a banda sofreu uma reformulação após o lançamento do álbum, sendo que o batera Saulo e o guitarrista Rubens saíram da banda. Apenas o primeiro foi substituído por Rodolfo Bassani que voltou ao Desecrated Sphere.

http://www.facebook.com/DesecratedSphere?fref=ts
http://www.reverbnation.com/desecratedsphere

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal


Outras resenhas de Emancipate - Desecrated Sphere

Resenha - Emancipate - Desecrated Sphere

Resenha - Emancipate - Desecrated Sphere

Resenha - Emancipate - Desecrated Sphere

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini.