Corréra: no seu ápice e com sangue nos olhos

Resenha - Human Chaos - Corréra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os araraquarenses do Corréra estão na ativa há 15 anos e este trabalho é o terceiro full-length. A banda iniciou sua carreira investindo no Hardcore/Hip-Hop, mas com um tempo e diversas mudanças de integrantes encontrou seu caminho no Thrashcore, gênero em que a banda fincou o pé e encontrou sua identidade.
5000 acessosUm por todos e todos por um: o making of de Led Zeppelin IV5000 acessosMegadeth: como teria sido o teste de Pepeu Gomes para a banda?

Formada atualmente por Lincoln Ducci (vocal), Vitor Craes e Danyel Piccin (guitarras), Jhopar (baixo) e Michel Chade (bateria), a banda chega ao seu ápice em “Human Chaos” e se mostra com sangue nos olhos.

O Corréra passou a cantar em inglês e algumas composições anteriormente gravadas em português se fazem presentes no novo álbum em versão em inglês, tais como a clássica Fields Of War – que abre o CD de forma magistral e raivosa - e Bloodline, que é mais um destaque.

É interessante notar que, apesar de manter o foco no Thrashcore, a banda está soando ainda mais Metal e algumas passagens Death Metal se fazem presentes no disco. Com certeza a cozinha está mais técnica e coesa do que nunca, mas não podemos deixar de destacar o excelente trabalho das guitarras. Vitor e Danyel despejam riffs insanos, carregados, além de solos bem elaborados e desenvolvidos.

Lincoln está cantando como nunca e com letras que retratam o caos geral, o cara berra sem dó nem piedade com um semi gutural inteligível. Vale mencionar ainda as faixas Dirty Empire, Hardcore Lifestyle e The Endless Road.

A produção do trabalho ficou primorosa, com uma sonoridade proporcionalmente cristalina e uma arte gráfica muito bacana com cores bem tonalizadas e uma capa cheia de detalhes. Se você procura por um som nervoso e bem executado, o Corréra é o caminho.

https://myspace.com/correra

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Corréra"

Um por todos e todos por umUm por todos e todos por um
O making of de Led Zeppelin IV

MegadethMegadeth
Como teria sido o teste de Pepeu Gomes na banda?

Trilhas rockTrilhas rock
As Top 10 eleitas pela LA Vynil Records Examiner

5000 acessosMusas: o calendário de beldades da Revolver Magazine5000 acessosBon Jovi: sexo, drogas e... Jon Bon Jovi?5000 acessosMetal Elvis: conheça a versão pesada (mas não gorda) do Rei do Rock4279 acessosVan Halen: a participação em "Beat It", de Michael Jackson4945 acessosProg: as top 10 bandas do rock/metal progressivo5000 acessosGibson: as dez melhores composições épicas do rock

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online