Revenge: Heavy/Speed/Thrash Metal competente da Colômbia

Resenha - Death Sentence - Revenge

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar Correções  

publicidade

8


Nada como uma boa sentença de morte para se divertir por alguns minutos. No caso, é a colombiana Revenge que presenteia os fãs com essa maravilha. Calma, o trabalho saiu originalmente em 2009, mas a empreendedora Kill Again Records (www.killagainrec.com) acaba de trazer o material para o Brasil, assim como já fez com os álbuns "Vendetta" (o mais recente) e "Metal is: Addiction and Obsession".

AC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de Angus

Rob Zombie: sua lista dos 5 Melhores Filmes de Zumbis

Mas é como se o tempo não fizesse diferença para o conjunto, já que o investimento continua forte no Heavy/Speed/Thrash Metal. O que os destaca de tantos outros é a enorme competência do quarteto, formado (na época) por Jorge Rojas (baixo), Esteban Mejía (vocal/guitarra), Juan Pablo Arroyave (guitarra) e Johnny Herrera (bateria – substituído por Daniel "Hell Avenger" Hernandez), que faz miséria no (mix de) estilo que executam.

Neste disco, a voz de Mejía parece mais aguda/esganiçada, lembrando levemente a de Pedro "Poney Ret" Arcanjo (Violator), mas com um lado melódico um pouco mais evidente. Agora, especificamente na faixa "Motorider", o espírito de Rob Ralford (Judas Priest) parece ter baixado no vocalista!

No restante, é aquela coisa bem feita que deixa a Revenge tão atraente: uma sonoridade veloz, calcada bateria incansável, nos riffs, palhetadas e solos (confiram o final da supracitada música) imbatíveis e na energia sobrenatural do grupo.

Em meio a tanta qualidade, é possível destacar, com extrema dificuldade, "Beer Maniacs" (um título chamativo, não?) e a trabalhada "Bloody Revenge (Death Sentence Version)", com quase cinco minutos de bom gosto.

Comparada aos discos posteriores, a qualidade da gravação está um tanto mais crua, mas ainda assim, muito, muito acima da média. Obviamente que é algo natural, já que a tendência é quase sempre ir melhorando no quesito, certo?

E quase esquecendo, o CD ainda conta com o EP "Bang Your Head", de 2008 (uma das músicas pode ser conferida abaixo). A pegada é praticamente a mesma do ‘full length’ aqui analisado (um pouco mais trabalhado talvez?), ou seja, só maldade, mas com um acréscimo: o trabalho de baixo Rojas é incrível!
"Death Sentence": é ouvir e viciar!

Revenge – Death Sentence
Rata Mutante Records/Kill Again Records – 2009/2013 (relançamento) – Colômbia

http://www.facebook.com/REVENGESPEEED666
http://www.myspace.com/revengecol
http://www.reverbnation.com/revengecol
https://www.youtube.com/user/ESTEBANREVENGE

Tracklist:
1. Vengeance of Hell 04:23
2. Metal Massacra 04:07
3. Death Sentence 04:44
4. Motorider 05:01
5. Beer Maniacs 04:30
6. The Demented 03:46
7. Speedkiller 03:45
8. Mutant Rat 03:33
9. Bloody Revenge (Death Sentence Version) 04:48
10. After the Storm of Steel and Hate (Outro) 01:26

Total: 40:03


Outras resenhas de Death Sentence - Revenge

Revenge: um brinde ao Metal oitentista e um clássico desta

Revenge: uma das bandas mais legais do continente na atualidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


AC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de AngusAC/DC
A história do nome e a idéia do uniforme de Angus

Rob Zombie: sua lista dos 5 Melhores Filmes de ZumbisRob Zombie
Sua lista dos 5 Melhores Filmes de Zumbis


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin