Soilwork: um dos discos mais interessantes e ousados da carreira

Resenha - Living Infinite - Soilwork

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

8


Após um começo de carreira destruidor, lançando alguns dos discos mais importantes da história do death metal melódico, os suecos do SOILWORK caíram em um marasmo criativo, sendo que, no último disco, "The Panic Broadcast" (2010) com o retorno do guitarrista/produtor Peter Wichers, voltaram a causar impacto na cena underground. E agora voltam com seu nono disco, "Living Infinite", novamente sem Peter, que resolveu sair novamente da banda.

Mas dessa vez, mesmo sem o guitarrista, a coisa é diferente, pois a banda conseguiu se manter criativa, lançando um dos discos mais interessantes e ousados de sua carreira. Com 20 músicas, quase 1 hora e meia de audição, "Living Infinite", que é um disco duplo, mostra toda a maturidade da banda, e sua capacidade de criar faixas variadas e intensas como poucos grupos da atualidade.

publicidade

O novo guitarrista da banda, David Andersson (The Night Flight Orchestra), já se mostra bem entrosado com seus novos companheiros, dando uma aula de técnica e bom gosto. Mas o grande destaque do disco fica para o "monstro" Björn "Speed" Strid, que tem uma capacidade impressionante de alternar entre vocais guturais e melodias com maestria, e que mais uma vez mostra um apuro técnico irrepreensível, em sua melhor performance com a banda.

publicidade

E o disco é marcado por ótimas composições, seja nos momentos mais pesados e agressivos, como em "Spectrum of Eternity", "Tongue" e "Leech", que remetem aos primeiros discos dos caras, seja nos momentos mais experimentais e cheios de groove, como em "Rise Above the Sentiment" (com um refrão maravilhoso, e ótimas melodias), "The Windswept Mercy" (com alguns elementos de Djent nas guitarras, pesadíssimas e com afinação baixa, contrastando com as linhas vocais limpas e melódicas), "Whispers and Lights" (que até remete ao THE NIGHT FLIGht ORCHESTRA em alguns momentos) e "The Living Infinite II" (com ótimos arranjos, e mesclando peso e melodia de forma precisa).

publicidade

A produção do disco é bem agressiva e moderna, com os instrumentos todos bem timbrados (em especial as guitarras) e as vozes muito bem encaixadas, sem se sobressaírem. A versão importada do disco vem em um belíssimo digipack, que realça ainda mais a beleza da arte gráfica do disco.

Assim, "Living Infinite" mostra mantém o SOILWORK como um das grandes bandas da cena metálica atual, em um de seus melhores momentos até hoje, e tendo tudo para continuar com sua carreira em alta. Altamente indicado.

publicidade

Living Infinite - Soilwork
(2013 – Nuclear Blast - Importado)

Track List:

CD 1:
1. Spectrum of Eternity
2. Memories Confined
3. This Momentary Bliss
4. Tongue
5. The Living Infinite I
6. Let the First Wave Rise
7. Vesta
8. Realm of the Wasted
9. The Windswept Mercy
10. Whispers and Lights

CD 2:
1. Entering Aeons
2. Long Live the Misanthrope
3. Drowning With Silence
4. Antidotes in Passing
5. Leech
6. The Living Infinite II
7. Loyal Shadow
8. Rise Above the Sentiment
9. Parasite Blues
10. Owls Predict, Oracles Stand Guard

publicidade


Outras resenhas de Living Infinite - Soilwork

Grandes álbuns da década: The Living Infinite, do Soilwork

Soilwork: The Living Infinite já nasceu clássico

Soilwork: mais ousadia de um dos precursores do Death melódico




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Act Of Denial: supergrupo de melodic death metal lança "Down That Line", terceiro single

Soilwork: banda sueca anuncia EP para dezembro; confira capa, tracklist e single

Soilwork: banda divulga teaser de possível nova música

Soilwork: banda anuncia shows na Suécia em 2021

Quadrinhos: qual banda de rock os heróis da DC ouviriam?Quadrinhos
Qual banda de rock os heróis da DC ouviriam?

Act Of Denial: banda que conta com Björn Strid e Steve DiGiorgio lança single de estreia


Lista: álbuns de rock e metal que fazem (ou fizeram) 15 anos em 2020Lista
álbuns de rock e metal que fazem (ou fizeram) 15 anos em 2020

Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia


Black Sabbath: avó de Iommi era brasileira e pais eram católicosBlack Sabbath
Avó de Iommi era brasileira e pais eram católicos

Sonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejadosSonho de Consumo
Os 10 palcos de shows mais desejados


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin