[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Stamp

Voodoopriest: trem Thrasher furioso está a pleno vapor!

Resenha - Voodoopriest - Voodoopriest

Por Marcos Garcia
Postado em 21 de fevereiro de 2013

Nota: 9

O quinteto paulista VOODOOPRIEST acaba de soltar seu EP de estréia, 'Voodoopriest', e mostram que não estão para brincadeira, pois as cinco faixas deste EP são sinônimos de brutalidade, rispidez e agressividade explícita, mas permeada por estruturas harmônicas muito bem delineadas e construídas, e é um prato cheio para fãs de bandas que fazem Thrash com muito de Death Metal e Tradicional sem pudores ou frescuras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

A alquimia da banda é forte e coesa. Lançando mão de vocais urrados que transitam entre os rasgado explícito e o gutural bruto, guitarras rascantes e coesas em riffs maciços e solos doentios (mas com boa técnica e melodia), e cozinha baixo/bateria firme na marcação e tocando com boa técnica, mas sem deixar vazios. O resultado: um som agressivo e ríspido, mas de bom gosto e cheio de vida e energia.

A produção do EP, Brendan Duffey e Adriano Daga, a produção ficou bem gordurosa e pesada, mas bem audível e deixando cada mínima nuance musical clara e audível. Na parte visual, a banda preferiu algo mais simples e direto, mas nem por isso deixa de ser atraente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Agora, quando as músicas começam a fluir pelos falantes, meus caros, é bom seus vizinhos terem um belo par de tapa-ouvidos, senão as reclamações serão muitas. Sim, pois estas cinco faixas são uma bela definição para 'destruição em massa'.

O EP abre com 'Juggernaut', uma autêntica pedrada Thrash/Death, com andamento empolgante e ótimos vocais; 'Kamakans' é outra amostra de violência musical explícita, com ótimos riffs e um solo insano, que fazem com que a cabeça comece a oscilar de um lado para o outro; a energética e bruta 'Reborn', com belas conduções nos bumbos; 'The One I Feed', que tem um ritmo mais cadenciado e terroroso, onde o baixo e a bateria se sobressaem bastante pela pegada técnica; e 'Aftermath (Of Mass Suicide)', pesada e grudenta, mas que possui uns toques mais experimentais e quebrados debaixo da avalanche de riffs e vocais enlouquecidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Em suma: este quinteto chega em fevereiro e já garante vaga no Top 10 de muitos em 2013!

E vale lembrar que este EP é independente, ou seja, saiu do bolso dos músicos, logo, comprem as cópias físicas. Não é caro e todos os envolvidos saem ganhando, inclusive os músicos. E além disso, a banda se prepara para o show de lançamento, dia 22/03 no Hangar 110, em SP.

Em tempo: já sabemos que alguém vai perguntar o motivo de não ter sido tocado no nome no TORTURE SQUAD, antiga banda de Vitor. Todos sabem que ele esteve no TORTURE SQUAD por anos, e além disso, o VOODOOPRIEST é outro trabalho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Voodoopriest - Voodoopriest
(2013 - Independente - Nacional)

Tracklist:

01. Juggernaut
02. Kamakans
03. Reborn
04. The One I Feed
05. Aftermath (Of Mass Suicide)

Formação:

Vitor Rodrigues - Vocais
César Covero - Guitarras
Renato De Luccas - Guitarras
Bruno Pompeo - Baixo
Edu Nicolini - Bateria

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

Contatos:

http://www.voodoopriest.com.br
https://www.facebook.com/pages/OfficialVoodooPriest/382382761833418
http://www.youtube.com/voodoopriestcombr
http://www.flickr.com/photos/voodoopriestcombr
http://www.myspace.com/officialvoodoopriest
https://twitter.com/voodoopriest1

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 6
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Perc3ption: a arte levada ao extremo

Resenha do Álbum do Insânia ao vivo no Underground Nativa III

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Osbourne: pesado, mas antes de tudo moderno

Resenha - Dark Side of The Moon - Pink Floyd

Resenha - Vovin - Therion

Resenha - P.U.L.S.E. - Pink Floyd


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".
Mais matérias de Marcos Garcia.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS