Xul: técnica, brutalidade e um clima bem obscuro

Resenha - Malignance - Xul

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


É interessante analisar trabalhos como esse dos canadenses do Xul. Afinal, a banda consegue fazer um som que abrange o Death Metal 'old school' com o atual momento do estilo que alia técnica, brutalidade e um clima bem obscuro, como fazem Belphegor, Behemoth e Azarath.

Aliás, os caras se auto-definem Blackened Death Metal, e acertam em cheio, já que é isso mesmo o que eles propõem em suas composições. Com um instrumental orgânico, a banda consegue transformar riffs pesados em boas melodias, além de encaixar ótimos solos. O baixo faz um belo papel e com muita densidade, enquanto a bateria variada alia cadencia e 'blast beats' muito bem.

publicidade

Os vocais guturais se utilizam de dobras, o que é uma característica atual do estilo. Alguns leves (quase imperceptíveis) passagens de teclados fazem com que o som soe ainda mais obscuro e maléfico. Destaco Battlestorm que abre o disco em clima de guerra e é seguida bela épica Mastication of Putrescent Empyrean Remains.

Não posso deixar de mencionar Winter´s Reign, afinal, há tempos não ouvia uma faixa instrumental tão boa como essa, ainda mais de uma banda de Metal extremo. Ouça também Incinerate The Earth que tem um instrumental fora de série. Um trabalho agradabilíssimo e muito bem feito, simples assim.

http://www.xulmetal.bandcamp.com
http://soundcloud.com/xulofficial
http://www.youtube.com/user/XULofficial?...
http://www.xulofficial.ca

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cinema: As 10 melhores aparições de bandas em filmesCinema
As 10 melhores aparições de bandas em filmes

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin