Stratovarius: Álbum indicado somente para os fãs

Resenha - Under Flaming Winter Skies - Stratovarius

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 6

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Certas bandas são tão ligadas a uma determinada época que é difícil separá-las de tal período. É o caso dos finlandeses do Stratovarius. O grupo figura fácil entre os três nomes mais influentes e importantes do chamado metal melódico, ao lado do Helloween e do Gamma Ray. Álbuns como "Episode" (1996) e "Visions" (1997) foram fundamentais para definir como o estilo deveria soar, e influenciaram milhares de bandas em todo o planeta. Esse é o lado bom da moeda.
5000 acessosNirvana: Claudia Ohana faz cover desastroso no Programa do Jô5000 acessosEntrevistas: Coices e tretas entre artista e entrevistador

O lado ruim é que, já há alguns anos, o metal melódico está estagnado e soa fora de lugar. Muito disso se deu justamente por, salvo raríssimas exceções - uma delas é o Kamelot -, praticamente nenhuma banda inserir novos elementos no gênero, fazendo-o seguir em frente, renovando-se e não perdendo a atenção dos fãs. O próprio Stratovarius tentou isso algumas vezes, mas não foi feliz. Tudo isso faz com que, ao ouvir um novo trabalho do grupo, a sensação de déjà vu seja inerente.

"Under Flaming Winter Skies" é um álbum duplo ao vivo lançado para marcar a saída do baterista Jörg Michael. O músico, que venceu um câncer recentemente, reavaliou a sua vida e decidiu tentar novos desafios, sendo substituído por Rolf Pilve. Em 16 anos de Stratovarius, de 1995 a 2011, Jörg foi um dos responsáveis pela popularização do uso do pedal duplo no estilo, transformando-se em referência no assunto.

O disco, que está sendo lançado agora no Brasil pela Hellion Records e também possui uma versão em DVD, tem 20 faixas que repassam toda a carreira da banda, incluindo na conta desnecessários solos de guitarra, baixo e teclado - aliás, se era para ter algum solo, que fosse de Michael, que estava se despedindo do grupo. Ao lado de Jörg estão o vocalista Timo Kotipelto, o guitarrista Matias Kupiainen, o tecladista Jens Johansson e o baixista Lauri Porra.

Homenageando dois dos maiores ídolos de Jörg, o Stratovarius gravou versões para clássicos do Deep Purple e do The Who. A releitura de “Burn” ficou até interessante, mas “Behind Blue Eyes” foi assassinada a sangue frio, com o hino imortal de Pete Townshend convertido em um equivocado power metal.

O quinteto faz algumas sutis alterações nos arranjos das canções, porém esse fator, somado à participação do público, não são suficientes para tornar "Under Flaming Winter Skies" um trabalho atrativo para um público mais amplo, além dos fãs. Apesar da energia na execução e da inegável qualidade técnica dos músicos, tudo soa datado e ultrapassado, remetendo a uma época que ficou para trás e a um estilo que, infelizmente, não soube se renovar ao longo dos anos.

Tudo isso faz com que "Under Flaming Winter Skies" seja indicado somente para os fãs, como um daqueles itens que as pessoas possuem apenas para não deixar um buraco na coleção. O duplo ao vivo anterior dos caras, "Visions of Europe" (1998), gravado no auge da banda, é bem mais interessante.

Faixas:

CD 1
Under Flaming Skies
I Walk to My Own Song
Speed of Light
Kiss of Judas
Deep Unknown
Guitar Solo
Eagleheart
Paradise
Visions
Bass Solo
Coming Home

CD 2
Legions of the Twilight
Darkest Hours
Burn
Behind Blue Eyes
Winter Skies
Keyboard Solo
Black Diamond
Father Time
Hunting High and Low

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Under Flaming Winter Skies - Stratovarius

2247 acessosStratovarius: o último com o baterista Jörg Michael

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 22 de outubro de 2012

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Stratovarius"

StratovariusStratovarius
Por onde anda o ex-baterista Jorg Michael?

Capas RidículasCapas Ridículas
LaWeekly elege as piores de Metal de 2013

StratovariusStratovarius
A novela do Stratovarius escancarada por Timo Tolkki

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Stratovarius"

NirvanaNirvana
Claudia Ohana faz cover desastroso no Programa do Jô

EntrevistasEntrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

SemelhançasSemelhanças
Sou só eu, ou ele parece a Fernanda Lima?

5000 acessosIron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a Loudwire5000 acessosKiss: 15 bandas que abriram shows deles e se tornaram famosos5000 acessosComo formar uma banda de Hard Rock em 69 lições5000 acessosIron Maiden: a história por trás de cinco canções clássicas5000 acessosGuitarra: uma homenagem à trilha sonora de Chaves e Chapolin5000 acessosUltimate Classic Rock: Top 10 músicas de Dio

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online