Killers: após um jejum de 4 anos sem lançar nada

Resenha - Battle Born - Killers

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mateus de Bem
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Lançado este ano o sucessor de 'Day & Age', mostra a banda com o melhor do que fez ao longo dos seus 10 anos de carreira.
40 acessosLollapalooza 2018: sai Gorillaz, entram RHCP, Pearl Jam e Killers5000 acessosRob Halford: "Heterossexuais não conseguem cantar no Judas"

Após um jejum de 4 anos sem lançar nada, o último foi 'Day & Age' de 2008, o THE KILLERS chega ao mercado musical com Battle Born. O álbum praticamente não traz nada de novo na carreira do THE KILLERS, pois continua naquela linha meia new wave. O sintetizador, como sempre, marcante está presente, e os vocais de Brandon Flowers estão mais do que nunca perfeitos, com grandes linhas agudas.

Um ponto positivo a mencionar é que o álbum possui a guitarra com mais presença de overdrive. Desta vez eles não ficaram com o pé atrás em colocar overdrive.

Ponto negativo: a banda descobriu a fórmula do sucesso, e enquanto os fãs tiverem comprando, eles não vão mudar o jeito de fazer música.

Faixa a faixa:

01. "Flesh and Bone": abertura parece tirada de um game dos 80's. Música muito bem elaborada. Como sempre, THE KILLERS abrindo o álbum com uma música matadora.

02. "Runaways": já conhecida dos rockers de plantão, essa canção, que ficou no Top 10 de muitos países, traz uma guitarra porreira.

03. "The Way It Was": minha preferida do álbum. Ideal para viajar escutando-a.

04. "Here With Me": grande canção. Com abertura triste e melódica faz me lembrar de ALPHAVILLE.

05. "A Matter of Time": matadora. O duo de baixo e guitarra é muito massa. Escute-a no talo de seu player.

06. "Deadline And Commitives": outra canção na linha anos 80. Essa me lembrou o DEPECHE MODE.

07. "Miss Atomic Bomb": interessante como as outras canções, mas continua na mesma linha.

08. "The Rising Tide": grande canção. Escute-a inteiramente, você escutará um solo porreira.

09. "Heart of a Girl": som legal. Parece um cover de U2.

10. "From Here On Out": country rock dos bão! Outra recomendada para viajar escutando-a.

11. "Be Still": legalzinha. Começa como a maioria dos sons do THE KILLERS, Brandon Flowers entra com o sintetizador e depois de longa introdução vem uma batida de batera. E a canção vai assim até o final.

12: "Battle Born": faixa-título merecida, uma das únicas que dá pra chama de rock n roll puro.

01. "Flesh and Bone"
02. "Runaways"
03. "The Way It Was"
04. "Here with Me"
05. "A Matter of Time"
06. "Deadlines and Commitments"
07. "Miss Atomic Bomb"
08. "The Rising Tide"
09. "Heart of a Girl"
10. "From Here On Out"
11. "Be Still"
12. "Battle Born"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Battle Born - Killers

2020 acessosKillers: uma das melhores bandas do século XXI

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

40 acessosLollapalooza 2018: sai Gorillaz, entram RHCP, Pearl Jam e Killers1525 acessosLollapalooza: festival terá 3 dias na edição de 2018, diz site0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Killers"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Killers"

Rob HalfordRob Halford
"Não creio que um heterossexual possa fazer o que faço!"

Cradle Of FilthCradle Of Filth
"Pessoas chamam de satânico o que não entendem!"

Timo TolkkiTimo Tolkki
Surtando no Facebook com a filha contra brasileiros?

5000 acessosGlen Benton e Euronymous: a verdade sobre o encontro5000 acessosPink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"5000 acessosOs roqueiros mais chatos das redes sociais5000 acessosHeavy Metal: as melhores músicas lançadas recentemente5000 acessosPassos do rock: alguns dos mais famosos em gif animado5000 acessosHeadbanger: mostre que você é true em qualquer oportunidade

Sobre Mateus de Bem

Nascido em 1994, conheceu rock ´n´ roll em meados de 2009 através de uma grande banda Guns N´ Roses depois disso não parou mais. Escuta além de Guns: Metallica, Angra, Muse, Shaman, Black Sabbath, Manowar, Kiss, Viper antigo, e muito mais da boa música pesada.

Mais matérias de Mateus de Bem no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online