RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Summer Breeze

Black Sabbath: os quarenta anos de "Vol. 4"

Resenha - Vol. 4 - Black Sabbath: os quarenta anos de "Vol. 4"

Por Igor Miranda
Fonte: Van do Halen
Postado em 25 de setembro de 2012

Originalmente intitulado Snowblind, o quarto registro do Black Sabbath é marcado pelo início dos problemas com as drogas. A performance dos integrantes, apesar de incrível, começava a ser atrapalhada pelos abusos. Mesmo assim, Vol. 4 se tornou um dos maiores clássicos não apenas do Sabbath, mas da música pesada em geral. O álbum também marca o início dos experimentos musicais que aqui ainda são tímidos, mas se aprimoraram nos lançamentos sucessores.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Black Sabbath – "Vol. 4″
Lançado em 25 de setembro de 1972

A faixa de abertura, "Wheels Of Confusion", é bastante cadenciada e densa em seu início, mas a insanidade toma conta a partir dos 2:30min de duração. Mais próxima do fim, a canção retoma sua cadência e encerra seus oito exemplares minutos de duração com excelente performance solo de Tony Iommi em um fundo musical acústico. "Tomorrow’s Dream" segue com muito mais simplicidade que a anterior, com bastante peso e vocalizações incríveis de Ozzy Osbourne. A balada "Changes" quebra o clima. Está mal posicionada na tracklist – acredito que deveria estar lá pro meio da bolacha –, mas nem por isso deixa de ser grandiosa e emocionante.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O interlúdio "FX" serve como um anúncio para um dos momentos mais impressionantes do Heavy Metal em geral: "Supernaut". A faixa, incrivelmente pesada, tem grande apresentação de todos os membros. Os vocais repletos de emoção e levemente desesperados de Ozzy Osbourne, os riffs exemplares de Tony Iommi, as linhas de baixo cavalares e destacadas de Geezer Butler, a linha de bateria perfeitamente encaixada de Bill Ward. Tudo é perfeito aqui.

A icônica "Snowblind", que é um dos maiores clássicos do Sabbath, fala abertamente sobre cocaína. Iommi, uma verdadeira metralhadora de riffs, demonstra inspiração exemplar por aqui. "Cornucopia" se destaca pelo seu peso raro em início de década de 1970, obviamente graças à banda como um todo, mas principalmente pela performance de Geezer Butler, um dos maiores baixistas da história do gênero. Vale destacar sua progressão melódica, copiada por 11 entre 10 bandas de Doom Metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Laguna Sunrise" reflete um exemplo a ser seguido por qualquer estrela do Rock. Não se deve parar de estudar e se aprimorar nem mesmo após a fama. Tony Iommi demonstra isso nesta faixa instrumental, guiada por seu violão clássico e inserções de violino pra lá de adequadas. "St. Vitus Dance" é o momento Hard Rock do disco. Faixa dignamente 70s Rock, mas sem perder o peso característico. É agradável, mas não se destaca. "Under The Sun" fecha a bolacha com muita classe. Tem um início cadenciado e visceral, fica caótica em seu miolo e volta à cadência ao seu fim. Bill Ward se destaca nessa canção.

Quarenta anos após seu lançamento, afirmo com precisão que se trata de um dos discos mais pesados do Heavy Metal – se não o mais pesado. Todas as distorções, todas as inovações tecnológicas, todas as porcarias (ou não-porcarias) que inventaram pra deixar a música mais pesada, ao meu ver, jamais serão suficientes para chegar ao nível de peso apresentado em diversos momentos deste registro. Um trabalho atemporal que continua influenciando a música pesada.

Ozzy Osbourne (vocal)
Tony Iommi (guitarra, violão, piano, mellotron)
Geezer Butler (baixo, mellotron)
Bill Ward (bateria, percussão)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

01. Wheels of Confusion/The Straightener
02. Tomorrow’s Dream
03. Changes
04. FX (instrumental)
05. Supernaut
06. Snowblind
07. Cornucopia
08. Laguna Sunrise (instrumental)
09. St. Vitus Dance
10. Under the Sun/Every Day Comes and Goes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.