Thin Lizzy: Os 35 anos de "Bad Reputation"

Resenha - Bad Reputation - Thin Lizzy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O momento que precedia Bad Reputation era de dois extremos. Apesar do grande sucesso obtido com os antecessores Jailbreak e Johnny The Fox, internamente a banda começava a viver seus momentos de crise. Nas gravações de Johnny The Fox, as tensões entre o guitarrista Brian Robertson e o frontman Phil Lynott começaram a existir.
457 acessosThin Lizzy: Lynott ganhará filme; produtora busca protagonista5000 acessosEddie Van Halen: "Eruption foi um acidente"

Durante a turnê de divulgação do álbum, as coisas pioraram. Uma turnê nos Estados Unidos teve de ser desmarcada porque Robertson se envolveu em uma briga e lesionou as mãos, ficando impossibilitado de tocar. Lynott não gostou nada disso e o substituiu por Gary Moore, embarcando para outra turnê, desta vez com o Queen. Mas Moore decidiu não continuar e Robertson voltou a ser cogitado para o posto, só que com muita insegurança. O próprio guitarrista considerava a possibilidade de abandonar o barco em definitivo e começar uma nova banda.

Enquanto o imbróglio não se resolvia, Bad Reputation era registrado contando apenas Scott Gorham nas guitarras. Brian Robertson participou da gravação de três faixas: "Opium Trail", "Killer Without A Cause" e "That Woman’s Gonna Break Your Heart". Sua participação, inicialmente, seria apenas como convidado, mas logo após as gravações, ele voltou à banda para fazer a turnê de divulgação, saindo em definitivo logo após.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Soldier Of Fortune", música de abertura, talvez não tenha muita cara de primeira faixa por ser mais cadenciada. Mas é excelente. O baixo aparente, a bateria feijão-com-arroz, as guitarras bem trabalhadas, os vocais característicos e o clima irlandês dos solos estão presentes, como em toda boa e digna canção do Lizzy. Scott Gorham brilha durante os 5 minutos e 20 segundos de duração. A faixa-título chuta o balde na sequência. Mais veloz e com um refrão digno de arena, tornou-se facilmente um clássico do grupo.

A incrível "Opium Trail" chega pretensiosa e não decepciona. Seu instrumental é absurdamente bem trabalhado e deixa claro o entrosamento do conjunto. "Southbound" retoma muito bem a cadência e o clima da faixa de abertura. Na sequência, o single "Dancing In The Moonlight (It’s Caught Me in Its Spotlight)", que fez bastante sucesso na Europa, apresenta uma veia bem Pop, mas sem perder a elegância. "Killer Without A Cause" é um Hard Rock dignamente setentista, com riffs poderosos e cozinha notável.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Downtown Sundown" tem a mesma veia Pop do single do disco, mas com um clima mais baladesco. As guitarras ficam em primeiro plano e o ritmo é mais lento. Boa canção. "That Woman’s Gonna Break Your Heart" traz as guitarras novamente para o primeiro plano, mas ainda em um ritmo não muito rápido. Destaque para sua ótima letra. O fechamento fica por conta de "Dear Lord", música que preserva a característica mid-tempo das antecessores, mas conta com um diferencial, que é a vocalização mais emotiva de Lynott. O líder do Lizzy está inspirado aqui.

Bad Reputation fecha, com chave de ouro e juntamente do ao vivo Live And Dangerous (1978), o trabalho da formação clássica do Thin Lizzy – mesmo não tendo tanta participação de Brian Robertson no full-length em questão. A partir daí, o posto deixado por Robertson passou por três donos em cinco anos e a banda passou a oscilar entre bons e maus momentos, até se findar em 1983. O Lizzy nunca teve o reconhecimento merecido enquanto Phil Lynott viveu, mas o fato de Bad Reputation ser lembrado 35 anos após seu lançamento mostra que, mesmo tardiamente, justiça foi feita.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Phil Lynott (vocal, baixo, gaita)
Scott Gorham (guitarra)
Brian Downey (bateria)

Músicos adicionais:
Brian Robertson (teclados, guitarra em 3, 6 e 8)
Mary Hopkin-Visconti (backing vocals em 9)
John Helliwell (saxofone, clarinete)

01. Soldier Of Fortune
02. Bad Reputation
03. Opium Trail
04. Southbound
05. Dancing In The Moonlight
06. Killer Without A Cause
07. Downtown Sundown
08. That Woman’s Gonna Break Your Heart
09. Dear Lord

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 06 de setembro de 2012

457 acessosThin Lizzy: Lynott ganhará filme; produtora busca protagonista1538 acessosBlend Guitar: em vídeo, os dez melhores duelos de guitarra0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Thin Lizzy"

Álbuns ao vivoÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

Rock e MetalRock e Metal
Dez covers que são melhores que as originais

Músicas com nome de mulheresMúsicas com nome de mulheres
Histórias por trás da inspiração

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Thin Lizzy"

Van HalenVan Halen
Eddie explica os segredos do seu modo de tocar

Whiplash.NetWhiplash.Net
O site protege algumas bandas e prejudica outras?

Iron MaidenIron Maiden
O histórico (e atrapalhado) show no 1º Rock in Rio

5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All5000 acessosLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"5000 acessosOzzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separação5000 acessosChris Caffery: guitarrista sofreu preconceito por ser "cabeludo"5000 acessosMarilyn Manson: 10 melhores músicas segundo a Loudwire5000 acessosBlack Sabbath: Ozzy diz que a banda não gravará mais nada

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online