King Diamond: Resolvendo ousar e continuar com a saga

Resenha - Abigail II: The Revenge - King Diamond

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Originalmente lançado há uma década, o álbum "Abigail II: The Revenge" do mestre King Diamond, pegou seus fãs de surpresa já que, mesmo sob suspeitas, a continuação do conto de "Abigail" (segundo álbum do rei diamante, lançado em 1987) não era tão esperada naquele momento. Mas King sabia que os últimos álbuns de sua banda não foram unanimidade e resolveu ousar e continuar com a saga.

Mercyful Fate e King Diamond: todos os álbuns das bandas, do pior para o melhor

Black Sabbath: As 10 melhores músicas da banda segundo a Ultimate Classic Rock

É óbvio que esta segunda parte não chega a ser musicalmente equivalente à primeira, porém liricamente o álbum soa a altura mostrando o retorno de Abigail à mansão e sua sede por vingança. É óbvio que as características que marcaram a música da banda estão todas aqui, o que faz com que o fã se familiarize desde o começo, com a faixa The Storm, onde King já detona com várias vocalizações e seus falsetes inconfundíveis.

As guitarras, capitaneadas pelo fiel companheiro de King, Andy La Rocque, além de Mike Wead, não poderiam ser diferentes, pois os riffs típicos estão ali, demonstrando ao mesmo tempo melodia e um clima bem horripilante, com solos de muito bom gosto que em muitos casos servem de base. Na cozinha estreava o baterista Matt Thompson e Hal Patino retornava nas quatro cordas.

Não há dúvidas que King sabe se sobrepor com suas mil vozes, e em "Abigail II" não é diferente. O mestre consegue ser tenebroso, inocente, maléfico e raivoso, entre outros diversos aspectos. A inclusão de alguns teclados soam muito bem, dando ainda mais ar de suspense em algumas composições, isso sem contar a participação de Alyssa Biesenberger, como Little One, e suas vocalizações medonhas (no bom sentido).

Não há dúvidas que "Abigail II: The Revenge" é o melhor trabalho de King Diamond nos anos 2000, por isso mais uma vez a Shinigami Records acertou em relançar este trabalho. A produção ficou a cargo de Kol Marshall e do próprio King Diamond, além de Andy La Rocque no Nomad Recording Studio, em Dallas (EUA). Confira!

http://www.covenworldwide.org/


adWhipDin adWhipDin adWhipDin