Skylark: Atmosfera de aventuras, sonhos, e apelo comercial

Resenha - Twilights of Sand - Skylark

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar Correções  

publicidade

7


Não vou mentir: cheguei a ler outras resenhas sobre o disco para me contextualizar. Depois disso, é incrível, mas realmente, de acordo com o conteúdo a que tive acesso, a italiana Skylark é do tipo de grupo que faz um sucesso estrondoso no oriente, em especial no Japão. Porque seu Melodic Power Metal tem um incrível apelo, uma aura de um mundo fantasioso e criativo. Parece uma trilha sonora de seriados de heróis daquele país.

Bon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora

Oh, não!: clássicos que foram "estragados" pelo tempo

E se é essa a primeira impressão, passada somente pela audição do material, ao checar as letras, a ideia ganha um enorme reforço: uma atmosfera de aventuras e sonhos.

Mas caminhando de volta para o nosso Brasilzão, o conjunto ainda é pouco conhecido na cena, o que chega a assustar, já que são quase vinte anos de estrada. A sonoridade é dominada por uma mulher, ou melhor, por algumas mulheres, que se alternam no vocal, algo surpreendente dentro do Metal, ao menos do jeito como as coisas funcionam neste trabalho.

O disco, com quatorze músicas que somam mais de 66 minutos de duração, prioriza aquela levada veloz, carregada por bumbos duplos e potentes, e algum virtuosismo por parte das guitarras, embora sem exageros nesse sentido. Os teclados, que se apresentam de forma constante – e em alguns momentos, com timbres que remetem até mesmo a videogames de oito bits (tem como não lembrar do Japão, dominadores dessa maravilhosa tecnologia?) – dão até um ar infanto-juvenil e inocente às composições.

O gordo encarte é divertido, meio bizarro. Parece uma revista de moda, cheia de fotos e cores, além logicamente das letras e demais informaçõs técnicas.

O único senão fica por conta das guitarras, que ficaram meio mal gravadas, toscas, com cara de antigas, exatamente o oposto da sonoridade "alto astral" emitida pelas faixas.

Escutar "Twilights of Sand", simpático registro lançado aqui pela Shinigami Records (www.shinigamirecords.com.br), é uma experiência interessante e vale a pena, por tudo o que foi exposto. É ouvir o CD e ir ao encontro sci-fi mais próximo.

Skylark – Twilights of Sand
Radtone Music /Shinigami Records – 2012 – Itália

http://www.skylarkrock.com
http://www.facebook.com/skylarkrock
[email protected]

Tracklist

1. The Tears of Jupiter
2. The Princess and Belzebú
3. She
4. Love Song
5. Tears
6. Lions Are the World
7. The Wings of the Typhoon
8. Sands of Time
9. Mystery of the Night
10. Road to Heaven
11. Believe in Love
12. Aitakatta
13. Follow Your Dreams
14. Eyes


Outras resenhas de Twilights of Sand - Skylark

Twilights Of Sand: Power Metal italiano com nove vocalistas

Skylark: Projeto que já está há 18 anos na cena

Skylark: Música orquestrada para agradar fãs de Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de foraBon Jovi
Larissa Riquelme dançando com os seios de fora

Oh, não!: clássicos que foram estragados pelo tempoOh, não!
Clássicos que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin