Boston: No tempo da propaganda politicamente incorreta

Resenha - Boston - Boston

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quando eu era moleque, ainda nos bons tempos do politicamente incorreto, uma famosa marca de cigarros fazia suas propagandas baseada em esportes radicais e uma trilha sonora que tinha coisas do naipe de "Dreams" (VAN HALEN), "Breaking All The Rules" (PETER FRAMPTON) e outros clássicos do estilo "peque o carro e voe pela estrada". O fato é que além de ter viciado um monte de gente no tabaco, essas propagandas também apresentaram o rock n' roll a muita gente em uma época que a internet não era nem um sonho.

Metallica: James Hetfield imitando Dave Mustaine na TVLemmy Kilmister: "Esta coisa de Black Metal me faz rir!"

Uma das melhores composições dessa "trilha" era um petardo sônico que começava melódica, com vocais levíssimos e desembocava no riff que, segundo consta de uma entrevista dada em 1994 a Rolling Stone, inspirou KURT COBAIN a compor "Smells Like a Teen Spirit": essa música era "More Than a Feeling", um puta clássico de uma banda que teve seu auge nos anos 70/80 chamada BOSTON.

Em 1976, a banda lançou seu debut homônimo, o segundo maior álbum de estréia em vendagem na história atrás apenas de "Appetite" do GUNS. Capitaneado por TOM SCHOLZ e BRAD DELP, o disco é uma "sucessão de acertos", composto de influências hard, folk, pitadas de pop e progressivo, abrilhantados por uma das melhores seções vocais do rock até os dias atuais.

A dobradinha inicial com "More Than A Feeling/Peace of Mind" já davam a dica: dinâmicas alternadas, guitarras bem trabalhadas e um certo cheiro comercial- mas feito sem o apelo paupérrimo que viria nos anos seguintes. "Foreplay/Long Time" muda abruptamente o ritmo do jogo, com uma introdução com teclados progressivos e guitarras etéreas de primeira grandeza, que fariam bonito em um disco do YES.

"Rock And Roll Band" e "Smokin" são puro pau na máquina, guitarras em estado primitivo, e carregadas com um aqueles refrões encaixados para as clássicas apresentações ao vivo da banda. Recaindo para um lado mais melódico, porém sem perder a energia, "Something About You" e "Hitch a Ride" mantém as guitarras em alta, com alto poder de entrelaçamento entre base e solo.

A sequência discográfica do BOSTON, apesar de alternar altos e baixos, nunca mais conseguiu atingir o patamar desse disco. Fato é: quem é que consegue manter a criatividade no topo sempre?

Track list:

1. "More Than a Feeling"

2. "Peace of Mind"

3. "Foreplay/Long Time"

1. "Rock and Roll Band"

2. "Smokin'"

3. "Hitch a Ride"
4. "Something About You"
5. "Let Me Take You Home Tonight"


Outras resenhas de Boston - Boston

Boston: Nunca é tarde para conhecer um clássico




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Boston"


Gigantes do Rock e Metal: alguns músicos muito, muito altosGigantes do Rock e Metal
Alguns músicos muito, muito altos

1978: 70 discos de rock e metal lançados há 40 anos1978
70 discos de rock e metal lançados há 40 anos

Para entender: o que é AOR?Para entender
O que é AOR?


Metallica: James Hetfield imitando Dave Mustaine na TVMetallica
James Hetfield imitando Dave Mustaine na TV

Lemmy Kilmister: Esta coisa de Black Metal me faz rir!Lemmy Kilmister
"Esta coisa de Black Metal me faz rir!"

Musas do Metal: as bandas que elas ouvem quando estão em casaMusas do Metal
As bandas que elas ouvem quando estão em casa

Bon Jovi: o mistério de Tommy e Gina em "Livin' On A Prayer""Cê tá de brincadeira, né?": quando grandes nomes vacilamTestament: não se acrescenta rap ao Thrash MetalLA Weekly: as 20 piores bandas de todos os tempos

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.