RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagemVocalista do Fleshgod Apocalypse é pedida em casamento durante show da banda

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemTony Iommi conta quais são os riffs preferidos que ele escreveu

imagemO motivo nada musical que fez Bruce Dickinson querer se juntar aos hippies

imagemZelador viraliza após incrível semelhança com voz de Steve Perry em "Don't Stop Believin'"

imagemEm disputa acirrada, fãs batem recorde e elegem melhores discos de metal de 2022

imagemEloy Casagrande repete o feito sendo eleito melhor baterista de metal do mundo

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemShane Hawkins, filho de Taylor Hawkins, ganha prêmio de melhor performance do ano

imagemOs 20 melhores álbuns lançados em 1993, segundo a Revolver Magazine


Stamp

Boston: No tempo da propaganda politicamente incorreta

Resenha - Boston - Boston

Por Paulo Severo da Costa
Postado em 19 de julho de 2012

Nota: 10

Quando eu era moleque, ainda nos bons tempos do politicamente incorreto, uma famosa marca de cigarros fazia suas propagandas baseada em esportes radicais e uma trilha sonora que tinha coisas do naipe de "Dreams" (VAN HALEN), "Breaking All The Rules" (PETER FRAMPTON) e outros clássicos do estilo "peque o carro e voe pela estrada". O fato é que além de ter viciado um monte de gente no tabaco, essas propagandas também apresentaram o rock n´ roll a muita gente em uma época que a internet não era nem um sonho.

Uma das melhores composições dessa "trilha" era um petardo sônico que começava melódica, com vocais levíssimos e desembocava no riff que, segundo consta de uma entrevista dada em 1994 a Rolling Stone, inspirou KURT COBAIN a compor "Smells Like a Teen Spirit": essa música era "More Than a Feeling", um puta clássico de uma banda que teve seu auge nos anos 70/80 chamada BOSTON.

Em 1976, a banda lançou seu debut homônimo, o segundo maior álbum de estréia em vendagem na história atrás apenas de "Appetite" do GUNS. Capitaneado por TOM SCHOLZ e BRAD DELP, o disco é uma "sucessão de acertos", composto de influências hard, folk, pitadas de pop e progressivo, abrilhantados por uma das melhores seções vocais do rock até os dias atuais.

A dobradinha inicial com "More Than A Feeling/Peace of Mind" já davam a dica: dinâmicas alternadas, guitarras bem trabalhadas e um certo cheiro comercial- mas feito sem o apelo paupérrimo que viria nos anos seguintes. "Foreplay/Long Time" muda abruptamente o ritmo do jogo, com uma introdução com teclados progressivos e guitarras etéreas de primeira grandeza, que fariam bonito em um disco do YES.

"Rock And Roll Band" e "Smokin" são puro pau na máquina, guitarras em estado primitivo, e carregadas com um aqueles refrões encaixados para as clássicas apresentações ao vivo da banda. Recaindo para um lado mais melódico, porém sem perder a energia, "Something About You" e "Hitch a Ride" mantém as guitarras em alta, com alto poder de entrelaçamento entre base e solo.

A sequência discográfica do BOSTON, apesar de alternar altos e baixos, nunca mais conseguiu atingir o patamar desse disco. Fato é: quem é que consegue manter a criatividade no topo sempre?

Track list:

1. "More Than a Feeling"

2. "Peace of Mind"

3. "Foreplay/Long Time"

1. "Rock and Roll Band"

2. "Smokin'"

3. "Hitch a Ride"
4. "Something About You"
5. "Let Me Take You Home Tonight"


Outras resenhas de Boston - Boston

Resenha - Boston - Boston

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Rock: Dez bandas que nunca vieram ou jamais virão ao Brasil

AOR: dez álbuns essenciais dos anos noventa

Fabio Lima: mais dez músicas famosas do Rock que usam violão


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]
Mais matérias de Paulo Severo da Costa.