Matérias Mais Lidas

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer

imagemLuciana Gimenez tentou aprender com Mick Jagger algo que não funcionou para ela

imagemComo foi 1º encontro de Nando Reis e Cássia Eller, ocorrido na casa de Marisa Monte

imagemRitchie Blackmore comenta o instrumental que lançou como homenagem a Jon Lord

imagem"Eu realmente não tenho fé na humanidade", diz Schmier, vocalista do Destruction

imagemThe Rolling Stones: 5 músicas para provar que Mick Taylor é um gênio

imagemA definição de rock n roll segundo quem melhor entende do assunto: Mick Jagger

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemIron Maiden faz mais um show da "Legacy Of The Beast World Tour"; veja setlist


Stamp

Brutally Murdered: Nos moldes mais tradicionais do Death

Resenha - Killed By The Sword - Brutally Murdered

Por Vitor Franceschini
Em 08/05/12

publicidade

Nota: 8

Não há dúvidas de que quando o Death Metal é bem feito o estilo é um dos mais atrativos do Metal em geral. E é exatamente o que essa banda consegue fazer neste seu primeiro single. Oriunda do Rio de Janeiro, o grupo formado por Alex Zech (vocal/guitarra), Joab Farias (vocal/guitarra), Eddie Valentinno (baixo) e Robson Cruz (bateria) transita nos moldes mais tradicionais do gênero.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Se você gosta de Cannibal Corpse e Suffocation, irá se deleitar com esta única faixa, pois todas as características destas bandas estão aqui presentes. Riffs rápdios, cozinha pesada e vocais guturais com um timbre bem agradável. A banda prima por adicionar certo ‘groove’ (nada de pula-pula) em seu som mostrando mais a sua cara.

O Brutally Murdered é uma grata surpresa e já promete lançar um EP ainda este ano. Confesso que fico ansiosamente no aguardo, porque o negócio aqui é de qualidade, confira!

http://www.myspace.com/brutallymurderedbr

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini.