Torche: Entre os melhores do Metal norte-americano

Resenha - Torche - Harmonicraft

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


O Torche foi formado em Miami em 2004 e é um dos nomes mais interessantes do heavy metal norte-americano. Executando um som que se equilibra entre o sludge e o stoner, a banda sabe balançar com competência inquestionável o peso e a harmonia. "Harmonicraft", terceiro disco dos caras, é uma usina de riffs impressionantes, mas com uma onipresente doçura em suas composições.

Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosFutebol: conheça os times do coração de alguns rockstars

Steve Brooks (vocal e guitarra), Andrew Elstner (guitarra), Jonathan Nuñez (baixo) e Rick Smith (bateria) trazem uma boa dose de pop para o seu heavy metal, que também tem uns lances de punk na mistura. O resultado é um disco com composições curtas, diretas e com muita energia. Ouvir o trabalho tem o mesmo efeito que tomar uma dose de adrenalina na veia: o coração bate mais forte, as pupilas dilatam e você tem vontade de bater em tudo a sua volta!

Faixas como "Kicking" e "Walk It Off" extravasam a veia punk do quarteto, mas é quando mergulha no heavy metal que "Harmonicraft" emerge em toda a sua plenitude. A abertura com a arrebatadora "Letting Go" mostra uma inegável influência de Jane's Addiction. A cadenciada "Reverse Inverted" faz o blues rock e o metal conviverem sem maiores problemas. A ótima "In Pieces" é de cair o queixo, com uma pegada meio space rock plainando acima dos riffs pesadíssimos. "Snakes Are Charmed" mostra como o U2 soaria se fosse uma banda de metal.

O Torche é divertido e ao mesmo tempo sombrio, extremamente pesado e melodicamente pop. Opostos teoricamente distantes se aproximam na música do grupo, construindo uma sonoridade originalíssima, forte e muito cativante. Muito distante de lances épicos, magos e duendes, o Torche transita por um mundo atual bastante próximo daquele que o ouvinte habita, transformando os medos, obsessões, conquistas e vitórias do dia a dia no combustível inesgotável e poderoso de sua música.

Beirando o espetacular em diversos momentos, a banda liderada por Steve Brooks - um dos mais atuantes músicos gays da atualidade - sobe vários degraus com seu novo trabalho, passando a fazer parte do seleto número de bandas que estão transformando e revolucionando o heavy metal bem agora, na sua frente, no seu tempo.

"Harmonicraft" é uma obra-prima, um disco especial, um trabalho diferenciado, inteligente e atual. Provavelmente, o seu lançamento no último dia 24 de abril marcou também o nascimento de um clássico.

Exagero? Ouça a você perceberá que não.

Faixas:
1. Letting Go
2. Kicking
3. Walk It Off
4. Reverse Inverted
5. In Pieces
6. Snakes Are Charmed
7. Sky Trials
8. Roaming
9. Skin Moth
10. Kiss Me Dudely
11. Solitary Traveler
12. Harmonicraft
13. Looking On




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Torche"


Pra convencer: dez álbuns de metal para quem não gosta de metalPra convencer
Dez álbuns de metal para quem não gosta de metal


Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosAxl Rose
A primeira ficha policial aos 18 anos

Futebol: conheça os times do coração de alguns rockstarsFutebol
Conheça os times do coração de alguns rockstars


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336