Manu Littiéry: Caminhos diferentes dentro do Rock

Resenha - A Menina do Espelho - Manu Littiéry

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por José Antonio Alves
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em seu primeiro trabalho intitulado "A Menina Do Espelho”", a cantora Manu Littiéry conta com a presença de Thiago Bianchi, vocalista do Shaman, como produtor para este álbum que segue uma linha rock com pitadas de heavy metal. Tudo está mesclado com letras bem sentimentais e fortes, que demonstram situações que muitos podem ter vivido, e que com certeza irão se identificar.
5000 acessosMetallica: Bob Rock revela segredos do "Black Album"5000 acessosDi'Anno: "Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!"

O trabalho é fruto de três anos de pesquisa e composição musical, e com certeza todo este trabalho foi bem aproveitado, pois a produção em si está muito bem feita. Hoje com 26 anos, a cantora além da carreira musical também já esteve envolvida com cinema e teatro, mas definitivamente conseguiu atrair a atenção com "A Menina do Espelho".

A banda de Manu neste trabalho contou com Alessandro Alves (guitarra), Ricardo Ramirez (bateria) e Arthur Dias (baixo), e o que vemos são músicas com boas bases e com melodias bem encaixadas para a voz da vocalista.

Temos desde as músicas mais "baladas" e com forte sentimentalismo como as faixas "A Menina Do Espelho" e
"Meu Menino", como aquelas com pegada mais rock and roll, como observado em "As Coisas Que Eu Vivi" e "Você Se Perdeu". Também há espaço para canções um pouco mais pesadas, e com leves toques do heavy metal nelas, como em "São Como Não Queriam Ser" e "Poeira de Estrelas".

Mas os maiores destaques mesmo ficam por conta das boas "Insônia" (com bom trabalho nos solos de guitarra), "Isso não Levaram" (bateria bem empregada) E "Me Deixe Ir", uma das melhores canções do álbum.

A música de Manu Littiéry é algo de cunho sentimental que consegue prender o ouvinte devido as diversidades musicais empregadas no decorrer das canções. Não se deve esperar um guitarrista fazendo solos virtuosos de três minutos, tampouco achar que os vocais seguirão uma linha comum. O diferencial aqui está no fato de não adotar clichês para conseguir criar um trabalho com identidade forte, se você gosta de viajar por caminhos diferentes dentro do rock, então este trabalho é uma boa pedida.

Faixas de "A Menina do Espelho":

1. A Menina Do Espelho
2. São Como Não Queriam Ser
3. Insônia
4. As Coisas Que Eu Vivi
5. Me Deixe Ir
6. Meu Menino
7. Escravos Do Tempo
8. Amor Impossível
9. Você Se Perdeu
10. E Assim que é
11. Poeira de Estrelas
12. Isso Não Levaram
13. Mandy

Manu Littiéry:

MySpace:
http://www.myspace.com/manulittiery

Site Oficial:
http://www.manulittiery.com.br/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Manu Littiéry"

MetallicaMetallica
Bob Rock revela segredos do "Black Album"

Paul DiAnnoPaul Di'Anno
"Harris é como Hitler e estar no Maiden é entediante!"

A7XA7X
Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba

5000 acessosSeparados no nascimento: Lady Gaga e Eddie5000 acessosOs Headbangers não praticantes5000 acessosChris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morte5000 acessosMemes: versões para Slipknot, Linkin Park e SOAD5000 acessosGothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosSepultura e irmãos Cavalera: da vanguarda ao apequenamento

Sobre José Antonio Alves

Aventureiro, mochileiro, amante da cultura latina e claro, fã de um dos estilos mais fascinantes deste universo musical: o Heavy Metal!

Mais matérias de José Antonio Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online