Running Wild: O registro do último show da carreira

Resenha - Final Jolly Roger - Running Wild

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Formada em 1976 em Hamburgo, o Running Wild é uma das bandas mais emblemáticas do heavy metal alemão. Liderado pelo carismático Rolf Kasparek – mais conhecido como Rock'n Rolf -, o grupo ajudou a definir as características do power metal como gênero, com suas composições repletas de melodias e velocidade. Além disso, ao explorar a temática pirata em suas letras, encontrou uma identidade única, que tornou ainda mais forte os laços entre a banda e seus fãs.
5000 acessosCompridas: As músicas mais longas de grandes bandas5000 acessosFotos de Infância: Dave Mustaine, do Megadeth

"Final Jolly Roger" é o registro do último show da carreira do Running Wild, ocorrido em 30 de julho de 2009 no festival alemão Wacken Open Air. O título chega ao mercado brasileiro em DVD simples e CD duplo, em um lançamento da Hellion Records.

Uma apresentação assim, anunciada com antecedência para os fãs como sendo o derradeiro show do grupo, é claro que seria antológica. As imagens do DVD transmitem isso, com a banda tocando com garra e uma emoção palpável. Vestindo os tradicionais figurinos vikings, Rolf e sua turma honram a sua história no palco do maior festival de heavy metal do planeta. A qualidade de som e imagem é excelente, como em todos os registros gravados no WOA. Isso, somado ao fato de o público ter consciência de que está assistindo a banda pela última vez, faz com que o show seja muito especial.

O CD contém o show na íntegra, dividido em dois discos. Para quem, como eu, viveu a década de oitenta, época onde os álbuns duplos ao vivo tinham status de itens meio mágicos, desejados com ansiedade pelos fãs, esse é um disco que faz juz a essa tradição. É claro que o tracklist, com 17 músicas, não agradará a todos, mas isso também é um fato comum em lançamentos assim. Faltam faixas de álbuns mais recentes, alguns clássicos foram deixados de lado, mas tudo isso é um fato menor em um item que já nasceu clássico.

Excelente, "Final Jolly Roger" seria um fechamento perfeito para a carreira do Running Wild. Mas não é, e a razão é simples: a banda anunciou o seu retorno, e já está em estúdio gravando o novo trabalho, que se chamará, a princípio, "Shadowmaker". Uma ótima notícia para quem é fã do grupo, e "Final Jolly Roger" é a trilha perfeita para aguardar esse retorno.

CD 1
Intro
Port Royal
Bad to the Bone
Riding the Storm
Soulless
Prisoner of Our Time
Black Hand Inn
Gates of Purgatory
Battle of Waterloo
Der Kaltverformer
Raging Fire

CD 2
Whirlwind
Tortuga Bay
Branded and Exiled
Raise Your Fist
Conquistadores
Under Jolly Roger

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Final Jolly Roger - Running Wild

2385 acessosRunning Wild: Registro histórico no Wacken Open Air

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Running Wild"

Metal AlemãoMetal Alemão
About.com elege as melhores bandas

Top 10Top 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Running Wild"

CompridasCompridas
As músicas mais longas de grandes bandas

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Dave Mustaine, do Megadeth, muito antes da fama

AerosmithAerosmith
Curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

5000 acessosLed Zeppelin: A controvérsia sobre as origens do nome da banda5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19895000 acessosDia do Rock: dez tentativas brasileiras de assassinar o gênero5000 acessosRandy Rhoads: "devastado" quando viu Van Halen na guitarra5000 acessosCascavelletes: Uma inadequada "Eu Quis Comer Você" no programa de Angélica5000 acessosSlipknot: Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online