Running Wild: O registro do último show da carreira

Resenha - Final Jolly Roger - Running Wild

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Formada em 1976 em Hamburgo, o Running Wild é uma das bandas mais emblemáticas do heavy metal alemão. Liderado pelo carismático Rolf Kasparek - mais conhecido como Rock'n Rolf -, o grupo ajudou a definir as características do power metal como gênero, com suas composições repletas de melodias e velocidade. Além disso, ao explorar a temática pirata em suas letras, encontrou uma identidade única, que tornou ainda mais forte os laços entre a banda e seus fãs.

Max Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro e Vinnie PaulRoqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar um

"Final Jolly Roger" é o registro do último show da carreira do Running Wild, ocorrido em 30 de julho de 2009 no festival alemão Wacken Open Air. O título chega ao mercado brasileiro em DVD simples e CD duplo, em um lançamento da Hellion Records.

Uma apresentação assim, anunciada com antecedência para os fãs como sendo o derradeiro show do grupo, é claro que seria antológica. As imagens do DVD transmitem isso, com a banda tocando com garra e uma emoção palpável. Vestindo os tradicionais figurinos vikings, Rolf e sua turma honram a sua história no palco do maior festival de heavy metal do planeta. A qualidade de som e imagem é excelente, como em todos os registros gravados no WOA. Isso, somado ao fato de o público ter consciência de que está assistindo a banda pela última vez, faz com que o show seja muito especial.

O CD contém o show na íntegra, dividido em dois discos. Para quem, como eu, viveu a década de oitenta, época onde os álbuns duplos ao vivo tinham status de itens meio mágicos, desejados com ansiedade pelos fãs, esse é um disco que faz juz a essa tradição. É claro que o tracklist, com 17 músicas, não agradará a todos, mas isso também é um fato comum em lançamentos assim. Faltam faixas de álbuns mais recentes, alguns clássicos foram deixados de lado, mas tudo isso é um fato menor em um item que já nasceu clássico.

Excelente, "Final Jolly Roger" seria um fechamento perfeito para a carreira do Running Wild. Mas não é, e a razão é simples: a banda anunciou o seu retorno, e já está em estúdio gravando o novo trabalho, que se chamará, a princípio, "Shadowmaker". Uma ótima notícia para quem é fã do grupo, e "Final Jolly Roger" é a trilha perfeita para aguardar esse retorno.

CD 1
Intro
Port Royal
Bad to the Bone
Riding the Storm
Soulless
Prisoner of Our Time
Black Hand Inn
Gates of Purgatory
Battle of Waterloo
Der Kaltverformer
Raging Fire

CD 2
Whirlwind
Tortuga Bay
Branded and Exiled
Raise Your Fist
Conquistadores
Under Jolly Roger


Outras resenhas de Final Jolly Roger - Running Wild

Running Wild: Registro histórico no Wacken Open Air




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Running Wild"


Metal Alemão: as 10 melhores bandas segundo o About.comMetal Alemão
As 10 melhores bandas segundo o About.com

Top 10: Os mais influentes álbuns de Metal TradicionalTop 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional


Max Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro e Vinnie PaulMax Cavalera
A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro e Vinnie Paul

Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Alfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de MetalAlfabeto do Rock
As 15 melhores músicas de Metal

Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Mike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?Mike Mangini
Um dos bateristas mais rápidos do mundo?

Punk Rock: Os 25 maiores discos de todos os temposPunk Rock
Os 25 maiores discos de todos os tempos

Separados no nascimento: Steven Tyler e Márcia GoldsmichSeparados no nascimento
Steven Tyler e Márcia Goldsmich


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336