Frozen Aeon: Garra e energia em doses cavalares

Resenha - Darkness will be Reign Forever - Frozen Aeon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


É muito bom ver e ouvir bandas brasileiras, pois aqui, as dificuldades fomentam de tal forma a cena Metal que, muitas vezes, todas as dificuldades se transformam em garra, energia, que ficam evidentes na sonoridade das mesmas em cada momento. E em se tratando em garra e energia, o trio carioca FROZEN AEON mostram serem especialistas.
5000 acessosHeavy Metal: estressante, perturbador e faz mal ao coração5000 acessosPink Floyd: o maior concerto de rock já produzido

Em sua sonoridade, agora auxiliada por uma gravação melhor, a banda mostra que é adepta até os dentes do Death Metal, uma mistura de BENEDICTION, DEICIDE e MASTER, mas que se permite ter nuances de DISMEMBER, CELTIC FROST e ENTOMBED antigos e umas leves pitadas de Thrash, Black Metal e Hardcore em alguns momentos, mas bruto e sem muitas firulas, e esta alquimia explosiva tem por nome 'Darkness Will Be Reign Forever', seu segundo Demo CD, que se mostra superior ao primeiro, 'Kill Them All', já enfocado anteriormente.

A arte gráfica é bem simples, refletindo a ideologia musical da banda, e a produção sonora, como citado acima, está melhor, a ponto de se constatar que a banda pode não ser virtuosa em sua música, mas não lhe falta aquilo que torna uma banda de Metal (especialmente os estilos mais extremos) boa: garra e energia, e em doses cavalares.

O trabalho musical do trio é, uma vez mais, bem homogêneo e musicalmente compacto, o que torna bem difícil destacar esta ou aquela faixa entre as cinco que compõe este trabalho (lembrando que a primeira é uma intro de bateria).

Após a já citada intro, vem ‘Darkness Will Be Reign Forever’, que alterna momentos velozes com outros mais cadenciados, embora o peso esteja presente em cada momento, graças a uma cozinha baixo/bateria bem afiada, permitindo que as bases e solos de guitarra mostrem a que a banda vem. ‘Serpents Manifesto’ já é uma faixa um pouco mais rápida e empolgante, que certamente causará slam dancings violentos nos shows da banda, com vocalizações realmente insanas. Em ‘End of All Religion’, vemos aquelas famosas ‘guitarradas’ à lá SLAYER, em uma canção que começa um pouco mais cadenciada, depois ganha um pouco de velocidade, e depois retorne à cadência, e que leva o ouvinte a balançar sua cabeça quase que involuntariamente. Já ‘Burn All the Churches’ tem uma levada mais Hardcore extremamente convidativa, ao pogo, embora tenha uma parte mais lenta no meio, com ótimas guitarras e vocais. Fechando, temos ‘I Deny the God of Lies’, uma faixa com um clima ‘Death Metal europeu anos 90’, uma vez mais simples e com energia de sobra, onde a bateria se destaca bastante.

Uma vez mais, fica a afirmação que a banda não faz nada de revolucionário em termos de novidade, mas nem por isso é clichê, e merece uma ouvida com muito carinho, especialmente porque, pelo que se anda comentando nos porões do underground carioca, eles estão se preparando para gravar seu primeiro CD.
Recomendo de olhos fechados.

Formação:

Alexy Frozen - Vocals/Bass
Shagharephy - Guitars
Kolossus - Drums

Contatos:

http://www.myspace.com/frozenaeon
http://www.purevolume.com/frozenaeon
http://www.reverbnation.com/frozenaeon

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Frozen Aeon"

Heavy MetalHeavy Metal
Estressante, perturbador e faz mal ao coração

Pink FloydPink Floyd
O maior concerto de rock já produzido

A década perdida?A década perdida?
Rock Brasileiro da Década de 70

5000 acessosTwisted Sister: Dee Snider responde bonito a Gene Simmons5000 acessosVocê sabe que o rock está moderninho quando...5000 acessosMarilyn Manson: "perdi tudo por causa de Columbine"5000 acessosCopa do Mundo: Mojo elege as 15 canções mais incríveis do Brasil5000 acessosSlash: irmão diz que Axl é um bastardo gordo e reunião é besteira3598 acessosGuitarras: os 25 melhores riffs para iniciantes

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online