RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemOzzy Osbourne revela qual foi o melhor guitarrista de sua carreira solo

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRoger Waters atende a Rússia e faz discurso para o Conselho de Segurança da ONU

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de "Eu Quero Ver o Oco" do Raimundos?

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemVeja Dave Grohl cantando e agitando em show do Mercyful Fate

imagemO triste motivo pelo qual o Pink Floyd não podia fazer contato com Syd Barrett

imagemRitchie Blackmore avalia os guitarristas que o substituíram no Deep Purple


Stamp

Absu: Mantendo a alquimia Black/Thrash trabalhada e forte

Resenha - Abzu - Absu

Por Marcos Garcia
Postado em 20 de outubro de 2011

Nota: 8

Bandas de Black Metal com enfoque na sonoridade dos anos 80, em geral, acabam fazendo trabalhos muito aquém de suas reais possibilidades, uma vez que as mesmas ficam restritas pelos ditames do estilo, e isso as estagna, pois sempre surgem aquele velho e atormentador sentimento de 'eu já ouvi isso antes' chato, que nos leva a ouvir o CD, no máximo, duas vezes e depois, o mesmo vira aeroporto de poeira em estantes e porta-CDs. Uma verdade dura e triste, mas real. Mas existe um grupo de bandas que seguem o estilo não dando a mínima para suas fronteiras, e acabam nos brindando com trabalhos sublimes e dignos de atenção. E neste segundo grupo encontram-se os texanos do ABSU, que nos chega agora com seu novo trabalho, 'Abzu'.

Se por um lado o disco não tem os elementos inovadores e diferenciados de trabalhos como 'The Thrid Storm of Cythraul' e 'Tara', ele mostra a banda ainda mantendo um trabalho competente e forte.

O disco está seco e pesado, como em cada trabalho da banda, mantendo a alquimia Black/Thrash trabalhada e forte, cheio de referências oitentistas, que a banda criou para si, pesado e sem ser repetitivo.

A arte do CD é muito bela, como a banda já nos acostumou em seu trabalhos anteriores. E quando o disquinho começa a rolar, vemos que a sonoridade está mais apurada e limpa, como em seu CD anterior, 'Absu'.

No tocante às músicas, como já mencionado antes, o CD não está no mesmo nível de trabalhos que a banda já fez em seu passado, mas é muito bom e não decepcionará sua imensa legião de fãs, que irão se deleitar com cada uma das seis canções do CD, em especial a rápida e trabalhada 'Circles of the Oath'; a empolgante 'Abraxas Connexus', onde a bateria está absurda; 'Ontologically, It Became Time & Space', que tem andamentos explicitamente Thrash, especialmente pelas ótimas guitarras; e a longa (mais de 14 minutos e dividida em 6 partes) 'A Song for Ea', que por ser tão longa, mostra a capacidade musical do trio texano em criar canções únicas e marcantes, sendo que cada instrumento dá um show à parte.

Um bom CD, que vale a pena ouvir e adquirir.

Formação:

Proscriptor McGovern - Vocais, bateria
Ezezu - Baixo, vocais
Vis Crom - Guitarras

Tracklist:

1 - Earth Ripper
2 - Circles of the Oath
3 - Abraxas Connexus
4 - Skrying in the Spirit Vision
5 - Ontologically, It Became Time & Space
6 - A Song for Ea

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".
Mais matérias de Marcos Garcia.