No Sense: Sujo e veloz, como manda o figurino Grindcore

Resenha - Obey - No Sense

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Uma das mais antigas bandas de grindcore brasileiras está de volta, e em grande estilo. Quase duas décadas depois do primeiro full-length, o pessoal traz o desgraçado “Obey”, sujo e veloz, como manda o exigente figurino do estilo.
5000 acessosLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"5000 acessosSinceridade: e se as capas de discos dissessem a verdade?

O negócio aqui, cuja duração mal passa dos 15 minutos, é realmente um trabalho típico do gênero, mas bem feito, coisa de quem já é veterano no underground.

As músicas não trazem nenhuma novidade, e nem precisa, já que a proposta da banda é ser a mais infernal possível. Para quem não sabe, nessa gravação, a banda conta, além de Paulo (bateria), Morto (guitarra) e Angelo (baixo), com os vocais poderosos de Marly, uma mulher que consegue fazer Angela Gossow (Arch Enemy) ficar sem graça diante de seus berreiros.

“Obey” possui apenas sete sons novos, violentos o suficiente para derrubar paredes. Depois da agressão sonora, vejam vocês, mais agressão sonora!!! É que o CD traz como bônus o EP “Out of Reality” (com uma bela capa, aliás), de 1991. Fantástica a ideia do resgate. Interessante também comparar as músicas, separadas por 20 anos. É evidente que a qualidade da gravação é inferior, mas mesmo assim, o trabalho não deixa de ser empolgante.

Comparando os dois trabalhos, é legal notar que o estilo pouco mudou, exceto pelo vocal de Marly, que está mais brutal e rebelde em “Obey”. Ainda sim, o ódio transmitido por suas cordas vocais permaneceu intacto.

Curiosidade: a foto da parte de trás da caixinha traz a banda posada da mesma forma que o fizeram para o EP, sentados em uma escada e com um detalhe importante: com a mesma formação! Muito jóia!

Quem quer saber de onde se originaram tantas bandas grind tupiniquins deve adquirir o disco com urgência. Isso aqui, meus amigos, é história da música extrema nacional. O que estão fazendo, que ainda não arrumaram suas cópias do disco? E por favor, senhores da No Sense, nunca mais pensem em parar com as atividades novamente, combinado?

No Sense – Obey
Violent Records – 2011 – Brasil
http://www.myspace.com/nosensegrindcore

Tracklist
1. No More Hope
2. Border Line
3. Obey
4. Iconoclastas
5. Never Surrender
6. Vendetta
7. Guided by Voices
8. Confused Mind
9. T.V. Alienation
10. Just Say No
11. Darnkness
12. Leprous Lovers
13. Devastation and Massacre
14. Consuming till Death
15. Dying

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "No Sense"

Led ZeppelinLed Zeppelin
A inspiração por trás de "Kashmir"

SinceridadeSinceridade
E se as capas de discos dissessem a verdade?

Tarja TurunenTarja Turunen
A agressão de um fã durante show no México em 2000

5000 acessosLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"5000 acessosSinceridade: e se as capas de discos dissessem a verdade?5000 acessosTarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 20005000 acessosMegadeth: vídeo de "Poisonous Shadows" em 360º5000 acessosJoão Gordo: "Velho, o rock está morrendo!"5000 acessosMotorhead: veja foto de edição de homenagem da Jack Daniel's

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online