Forbidden: Alegria pura para fãs de Thrash mais técnico

Resenha - Twisted into Form - Forbidden

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ainda na leva de relançamentos, a Shinigami Records (www.shinigamirecords.com.br) traz esse grande trabalho dos americanos da Forbidden. Sim, mais thrash metal da era clássica, aquele da Bay Area! Mas a pegada desse álbum aqui é... não seria menos agressiva, mas talvez mais técnica e melodiosa.
5000 acessosSeparados no nascimento: Ozzy Osbourne e Jim Carrey5000 acessosLuís Mariutti para Nando Moura: "Estádio não se lota com views ou likes"

A energia aqui é contagiante, com músicas maravilhosas e requintadas. Mesmo a introdução elaborada da instrumental “Parting of the Ways”, acústica, é lindíssima, mas não prepara o ouvinte para a pedrada “Infinite”, que já entra furiosa na caixa de som, seguida da não menos furiosa “Out of Body (Out of Mind)”, cujo refrão é simplesmente é hipnótico. Mas a melhor é “R.I.P.”, destruidora, no melhor estilo Exodus/Metallica do começo de carreira.

É nessa levada que a Forbidden conduz seu trabalho, alternando momentos mais e menos esporrentos. No entanto, no EP anterior a este trabalho - “Raw Evil 1989 – Live at Dynamo” – que veio como bônus, a veia era menos thrash e mais heavy até. Nem por isso, deixaram de soar violentos. Inclusive há um cover da Judas Priest – “Victim of Changes” – muito bem executada por sinal.

Um aspecto aqui que talvez diferencie um pouco a Forbidden de outras bandas do estilo, especialmente nos anos 80/90, é o vocal de Russ Anderson, limpo e melódico, mas ao mesmo tempo muito forte e irado. Os guitarristas Craig Locicero e Tim Calvert tocam suas cordas com primor, tocando riffs caprichados e encaixando os solos de forma perfeita nas faixas.

No entanto, talvez o maior astro da banda aqui seja o baterista... alguém adivinha quem era na gravação? Dica: passou por Slayer, Exodus e atualmente está no Testament... SIM, PAUL BOSTAPH!!! O mago das baquetas manda muito bem, embora num aspecto geral, sua habilidade não seja completamente usada em “Twisted into Form”. Mas também nem precisava, pois o modo como estão estruturadas as canções dispensaria tal artifício. Vejam bem, não estou falando que as músicas são fracas ou fáceis de tocar, MUITO pelo contrário! Apenas a proposta do trabalho não exige toda a potência de Bostaph, talvez uns 80% eheh. Mas para não ser injusto, ouçam “”Tossed Away”, essa deu trabalho para o músico.

E novamente, um CD com uma produção impecável, limpa, pesada, irresistível. E conta aqui que o disco foi lançado há 21 anos. Mesmo as faixas bônus ao vivo causam espanto pela ótima gravação. Parabéns!

O encarte, por sua vez, é bastante simples, com uma bonita arte, mas nada de excepcional. Apenas funcional, redondo. Isso aqui é alegria pura para fãs de thrash mais técnico. Garanto que a raiva transmitida por “Twisted into Form” não perde nada para clássicos do estilo.

Forbidden – Twisted into Form
Shinigami Records (relançamento) – 1990 – Estados Unidos
http://www.myspace.com/forbiddenofficial

Tracklist
1. Parting of the Ways 01:03
2. Infinite 05:46
3. Out of Body (Out of Mind) 04:39
4. Step by Step 04:49
5. Twisted into Form 04:23
6. R.I.P. 07:33
7. Spiral Depression 01:47
8. Tossed Away 04:34
9. One Foot in Hell 06:13
10. Victim of Changes (Judas Priest cover) 08:24
11. Forbidden Evil 05:37
12. Chalice of Blood 05:48
13. Through Eyes of Glass 6:22

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Twisted into Form - Forbidden

1160 acessosResenha - Twisted Into Form - Forbidden

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Forbidden"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Forbidden"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Ozzy Osbourne e Jim Carrey

Luís Mariutti para Nando MouraLuís Mariutti para Nando Moura
"Estádio não se lota com views ou likes"

Total GuitarTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história

5000 acessosAs histórias por trás de 11 capas clássicas5000 acessosOzzy Osbourne: "O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"5000 acessosRock: as dez lendas mais macabras do gênero5000 acessosQuem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?5000 acessosRhapsody: não somos uma banda de Heavy Metal, diz Luca Turilli2099 acessosPlanno D: assista Detonator no Divã do Destino

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online