Resenha - Twisted Into Form - Forbidden

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Augusto Sarcinelli
Enviar correções  |  Ver Acessos

Um dos álbuns mais importantes da interseção do modelo do thrash metal agressivo praticado nos anos 80 com a valorização melódica do início dos anos 90, "Twisted Into Form" é um legado fundamental para a compreensão do modelo musical vigente naquele final de década. Ao passo que elevou ou padrões musicais, basicamente configurados sobre o tripé peso-agressividade-velocidade à uma concepção acrescida do elemento melodia, consubstanciou a adesão desta vertente musical aos mecanismos virtuosos, elevando os fundamentos de técnica e destreza, que alguns despeitosos imbecis insistem por classificar indiscriminadamente de "burocracia musical".

Keith Richards: Metallica e Black Sabbath são "grandes piadas"Metal Extremo: chocando os jurados em reality-shows

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A importância desta banda neste contexto só não foi maior dada a injusta distribuição medíocre a que a banda foi submetida tanto na América do Sul quanto no Velho Continente por sua gravadora, Combat, bem como por um cenário metálico brasileiro embrionário e também pela falta de ousadia e excesso de radicalismo inseridos no público "heavy" da época. Tais fatores contribuíram para que as vendagens deste álbum naufragassem, como aconteceu inclusive - e ainda acontece - com diversas outras bandas de bom nível.

Esta super banda é algo quase que insuperável neste disco. Músicas como "Infinity", "Twisted Into Form", "Tossed Away", entre outras pérolas são clássicos eternos para a galera "cult" que teve oportunidade de conhecer o álbum. Os bends, bases e riffs rápidos, melódicos e agressivos sedimentam estruturalmente as composições para os solos mais improváveis daquela época de ouro do thrash metal. Talvez seja o disco que o pessoal do Slayer ouvira antes de convocar o batera Paul Bostaph, o que encerra qualquer coisa que eu acrescente. O curioso, e também triste, é a possibilidade de você já ter se deparado com este disco em algum sebo e não dado a mínima. Que pena.

Além do atual baterista do Slayer, participaram da antológica formação que compôs este clássico Russ Anderson (vocais), Matt Camacho (baixo) e uma das maiores duplas de guitarristas que já se teve notícia no thrash metal - podem apostar cada centavo - Tim Calvert (hoje no não menos maravilhoso Nevermore) e Craig Locicero.

"Twisted Into Form" é um dos meus 10 discos favoritos dentro do estilo. Indispensável aos amantes da técnica e agressividade melódicas.

Nota: 10 (dez)


Outras resenhas de Twisted Into Form - Forbidden

Forbidden: Alegria pura para fãs de Thrash mais técnico




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Forbidden"


Keith Richards: Metallica e Black Sabbath são grandes piadasKeith Richards
Metallica e Black Sabbath são "grandes piadas"

Metal Extremo: chocando os jurados em reality-showsMetal Extremo
Chocando os jurados em reality-shows


Sobre Ricardo Augusto Sarcinelli

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336