Death Toll 80k: Recomendado? É fodidamente obrigatório!

Resenha - Harsh Realities - Death Toll 80k

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quando você ouvir as palavras "grindcore finlandês", desespere-se, porque na certa ficará louco(a). Preparava-me para dormir quando dei de ouvido com esse barulho do Death Toll 80k e tive que correr para o PC digitar.

Paula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black MetalSlash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Fui surpreendido por um grind ultraviolento e muito, muito sujo, remetendo aos ótimos tempos do álbum "From Enslavement to Obliteration", considerado por muitos (eu me incluo - é meu favorito de toda a minha coleção - vide resenha neste link) o melhor trabalho do Napalm Death. Até o vocal lembra o do Lee Dorian!

E sai da frente que atrás vem gente! O grupo não dá um segundo de sossego e investe em um som bem brutal mesmo! Um resgate mais do que merecido das raízes da essência do grind. O que mais chama a atenção, além do ódio estilhaçado para todos os lados em cada música, é a supracitada sujeira. De verdade, é um negócio podre (no bom sentido), primitivo mesmo, e ficou perfeito na gravação.

Aqui nenhum som pode ser destacado, porque somente com todos eles juntos, formando uma massa incandescente de decibéis, é que se sente a verdadeira avalanche sonora perturbadora. E o estrago é mais surpreendente dada a curta duração do ruído, que mal passa dos 25 minutos, divididos em 23 decomposições. É muito insano, é desumano, é extremo, é intenso, é impressionante! Mas para não ficar repetitivo (acho que já deu para sacar a gravidade da situação, né?), a resenha ficará como a música da Death Tol 80k: muito direta, curta e grossa.

Empolgante é pouco. Esse material vai te fazer sair batendo cabeça até ela desgrudar do pescoço. Uma das maiores surpresas de 2011. Se é recomendado? É FODIDAMENTE OBRIGATÓRIO!!! E a parte mais polêmica: É MELHOR DO QUE LOCK UP!!!

Death Toll 80k - Harsh Realities
F.D.A. Rekodz - 2011 - Finlândia
http://www.myspace.com/deathtoll80k

Tracklist

1. Nothing In Common 01:06
2. Control 00:23
3. Taught to Consume 01:29
4. No Escape 02:54
5. Modern-Day Slavery 00:40
6. Piss-stained Press 00:51
7. Purchased Happiness 00:12
8. Crippled and Dead 00:29
9. Cycle of Misery 02:23
10. False Comfort 00:20
11. Shepherd 01:38
12. Colleteral Murder 00:47
13. Drunk on Authority 00:48
14. Empty Pose 02:34
15. Traditions 00:23
16. Bleak 01:17
17. Commodities 01:15
18. Profiting on Fear 00:36
19. Maskmen 00:49
20. Sickened 01:14
21. Civilian Targets 01:18
22. Manipulated 00:31
23. Harsh Realities 01:34




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Death Toll 80k"


Paula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black MetalPaula Fernandes
Aos 19 anos ela ia em shows de Black Metal

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Slash
Por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Di'Anno: Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!Di'Anno
"Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!"

Paula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black MetalSlash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Bill Ward: explicando saída do Heaven & Hell em 2006Guns N' Roses: Slash e DJ Ashba, as semelhanças

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.